Polícia age para desarmar bombas deixadas em Araçatuba; homem teve pés amputados após explosão

·2 minuto de leitura
  • Polícia montou força-tarefa para desativar os explosivos deixados por criminosos em Araçatuba

  • Um dos artefatos explodiu e causou a amputação dos pés de um ciclista

  • Delegado admitiu que a estratégia utilizada pela quadrilha surpreendeu os agentes

A madrugada de terror promovida por criminosos em Araçatuba-SP na última madrugada continua gerando caos nesta manhã de segunda-feira (30). A polícia trabalha para desarmar as bombas espalhadas pela quadrilha na cidade.

"O local está com muitos artefatos explosivos, estamos esperando o Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) para detonar as bombas que estão nos locais. Nem a perícia nem a equipe de investigação conseguem trabalhar até que seja realizada a retirada desse material. O local foi isolado", explicou o delegado do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), Carlos Henrique Cotait, à TV Record.

Leia também:

O delegado admitiu que o escudo humano montado com reféns e o número de explosivos utilizados na ação pelos criminosos surpreenderam a polícia.

A quadrilha fortemente armada utilizou explosivos para atacar três agências bancárias da região. Para dificultar o trabalho da Polícia Civil, fez um escudo humano e espalhou outros artefatos por cerca de 20 pontos da cidade.

“A ação desta madrugada demorou quase 2 horas. O que chamou atenção foi o número de explosivos nas duas agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. Não dá pra numerar, a varredura será feita. Vamos analisar imagens", comentou Cotait.

Criminosos ameaçaram as vidas dos reféns - Foto: Reprodução
Criminosos ameaçaram as vidas dos reféns - Foto: Reprodução

Um destes explosivos causou a amputação dos pés de um ciclista que pedalava pela cidade. O artefato foi ativado com a aproximação do rapaz e causou os graves ferimentos, de acordo com o G1.

A vítima, de 25 anos, foi encaminhada para a Santa Casa da cidade, levada ao centro cirúrgico e precisou ser intubada. O hospital recebeu outros três feridos na ação dos bandidos, todos baleados.

Três suspeitos foram presos

Segundo a TV Record, três suspeitos de envolvimento na madrugada de crimes foram presos até o momento. Um quarto ainda foi morto em confronto armado com a polícia na área rural de Araçatuba.

Criminosos agiram durante a madrugada na cidade - Foto: Reprodução
Criminosos agiram durante a madrugada na cidade - Foto: Reprodução

A cidade está cercada por agentes, que tentam localizar os criminosos. Dois helicópteros Águia da Polícia Militar trabalham na busca, assim como equipes de outras partes do estado, enviadas para ajudar.

Entenda o crime

Araçatuba, no interior de São Paulo, viveu madrugada de terror nesta segunda-feira (30). Uma quadrilha fortemente armada atacou três agências bancárias no centro da cidade. Três pessoas morreram, de acordo com a Polícia Civil: dois moradores e um dos criminosos.

Depois de atacar os locais, o grupo abordou pedestres e os fez de reféns. Vídeos que circulam nas redes sociais mostram algumas vítimas sendo usadas como "escudo humano". Há também registros de tiros sendo disparados pelos criminosos, que também cercaram bases da Polícia Militar e viaturas.

De acordo com o G1, o grupo teria utilizado até um drone para monitorar a ação dos policiais. Entradas da cidade foram fechadas para dificultar o acesso de reforço policial ao local.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos