MP apreende dólares e euros com padre Robson durante operação que investiga desvio de R$ 120 milhões

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) apreendeu dólares e euros com o padre Robson de Oliveira durante a Operação Vendilhões, que apura se houve desvio de dinheiro de fiéis doados à Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe). No total, foram U$ 1,1 mil e € 700 encontrados com o pároco.

A apreensão foi feita no último dia 21 de agosto, quando a Operação foi deflagrada pelo MP com ajuda das policias Civil e Militar. Segundo o órgão, o dinheiro estava na Casa dos Padres, onde Robson mora, em Trindade, cidade na Região Metropolitana de Goiânia.

Na ocasião, além das polícias, equipes do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) também buscaram documentos, computadores, pendrives, HDs e celulares em vários endereços ligados ao padre.

Leia também:

O objetivo é reunir evidências que possam comprovar se houve ou não desvio do dinheiro de fiéis doado à Afipe. Isso porque o padre é acusado de lavagem de dinheiro e, de acordo com a denúncia, parte dos recursos foi empregada na compra de fazendas e de uma casa de praia.

O MP encontrou evidências de centenas de compras e vendas de imóveis em nome da Afipe em que a entidade parece ter sido prejudicada financeiramente e há relatos da investigação várias empresas cujos sócios eram quase sempre os mesmos, quase sempre usando o mesmo contador.

Com quase 4 milhões de seguidores apenas no Facebook, o padre Robson, 46 anos, tem bastante influência entre os católicos nas redes sociais. O religioso nega as acusações de fraude e diz que vai provar sua inocência, porém afastou-se da Afipe após a operação do Ministério Público.