Polícia Civil dá detalhes sobre tiro que matou menina Ketellen, de 5 anos

Ketellen seguia para a escola com a mãe na tarde de terça-feira e acabou sendo atingida na perna durante o tiroteio (Reprodução)

A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) faz na manhã desta quarta-feira a perícia na Praça da Cohab, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, onde a menina de cinco anos, Ketellen Umbelino de Oliveira Gomes foi baleada.

Além dela, o adolescente Davi Gabriel Martins do Nascimento, de 17 anos, também foi atingido e morto no local.

Leia também

Os investigadores já sabem que o alvo dos criminosos era o rapaz, que, segundo a Polícia Civil, tinha envolvimento com o tráfico de drogas na região. Homens armados passaram em um carro e dispararam contra o jovem que morreu na hora.

A pequena Ketellen seguia para a escola com a mãe na tarde de terça-feira e acabou sendo atingida na perna durante o tiroteio. Ela foi baleada na rua Paula Neri, em frente ao Bloco 58 da Cohab.

A criança chegou a ser levada para a Unidade de Pronto-Atendimento do bairro e, logo em seguida, para o Hospital municipal Albert Schweitzer. Lá passou por uma cirurgia e não resistiu aos ferimentos, morrendo nesta madrugada.

O corpo da criança foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Campo Grande. Ainda não há informações sobre o local do velório e enterro.

De acordo com o delegado Evaristo Magalhães Pontes, Davi tinha várias passagens por roubo e, inclusive, já havia cumprido medidas socioeducativas em unidades do Degase.

— O que temos é que eles foram para executar esse rapaz e a criança acabou sendo vítima de uma bala perdida — disse Pontes que completou: — Ele tinha uma extensa ficha criminal. Já havia sido detido diversas vezes por roubo e cumpriu medida socioeducativa. Mas, entrava e saía — disse Pontes.

Da AGÊNCIA O GLOBO