Polícia de Nova York vai criar frota elétrica de super carros

·1 min de leitura
Divulgação: Ford
Divulgação: Ford
  • Totalmente elétrico, carro será utilizado em operações policiais na cidade

  • Outros departamentos também receberão unidades do veículo

  • Compra faz parte de um maior investimento em sustentabilidade por parte da prefeitura

O departamento de Serviços Administrativos de Nova York realizou a compra de 184 unidades de carros da Ford para realizar policiamento e operações de emergência. Até então nada especial.

Acontece que o modelo escolhido foi o Ford Mustang Mach-E Sport Crossover, um veículo totalmente elétrico.

O pedido foi considerado a maior compra de EVs (veículos elétricos) da cidade até hoje.

Além da polícia, outros departamentos municipais receberão unidades do carro, como o departamento de Proteção Ambiental e o departamento de Parques.

Leia também:

A previsão de entrega é 30 de junho de 2022. A ideia é que os modelos substituam os antigos veículos movidos a gasolina que se encontram parados. Por ano, a polícia de Nova York renova cerca de 1.400 unidades de sua frota.

A compra não foi somente um ato isolado. A cidade tem um plano de alcançar uma frota inteiramente elétrica até 2035. Atualmente a frota da cidade opera cerca de 30 mil viaturas, sendo sua maioria automóveis policiais.

Estão planejados também a compra de outros 1.250 EVs no próximo ano. Dentre elas estão 250 modelos Tesla Model 3. A cidade já aprovou a compra desses veículos, podendo ser realizada a qualquer momento dentro de cinco anos.

A redução das emissões de carbono é uma promessa de campanha do prefeito da cidade, Bill de Blasio. No início do mês, de Blasio anunciou um investimento de US$ 420 milhões (R$ 2,4 bilhões) com o objetivo de “reduzir drasticamente as emissões climáticas da cidade e avançar na neutralidade de carbono”.

Com informações do portal Olhar Digital

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos