Polícia dos EUA pode permitir que robôs matem pessoas

Departamento de Polícia de São Francisco que liberar uso de forma letal por robôs
Departamento de Polícia de São Francisco que liberar uso de forma letal por robôs
  • Departamento de Polícia de São Francisco que liberar uso de forma letal por robôs;

  • Máquinas assassinas poderiam ser usadas em situações de risco;

  • O projeto enfrenta forte oposição pelos membros do conselho norte-americano.

Máquinas assassinas podem deixar de serem apenas um conceito da ficção. Isso porque o Departamento de Polícia de São Francisco (SFPD), nos Estados Unidos, está propondo que robôs utilizem força letal contra suspeitos caso os policiais estejam em perigo.

No entanto, o projeto de Lei está sofrendo forte oposição pelos membros do conselho. Aaron Peskin, presidente do Comitê de Regras do Conselho de Supervisores, afirma que a força dos robôs não deve ser usada contra qualquer pessoa.

Para tentar aprovar o uso de máquinas, o SFPD decidiu fazer mudanças no documento, retirando do pedido a permissão de matar pessoas suspeitas. Com a alteração, Peskin reconsiderou e decidiu aceitar o uso de robôs pelo departamento policial, uma vez que passou a acreditar que pode haver “cenários em que o emprego de força letal fosse a única opção".

O Comitê de Regras aprovou o texto com unanimidade. Agora, o projeto deve passar por outro conselho antes de ser sancionado. No momento, o SFPD tem 17 robôs pilotados remotamente. A maior parte dos dispositivos são utilizado para desarmar bombas.

Alguns dos dispositivos são capazes de disparar armas ou granadas, potencial que pode ser desbloqueado caso a nova regra seja instituída.

"O SFPD não possui nenhum tipo de plano específico, pois as operações invulgarmente perigosas ou espontâneas em que o SFPD precisa fornecer força mortal por meio de um robô seria uma circunstância rara e excepcional", falou, ao The Verge, a oficial do SFPD Eve Laokwansathitaya.