Polícia encerra festa clandestina com quase 50 pessoas na Zona Sul de São Paulo

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Polícia interrompeu festa em Interlago - Foto: Reprodução/TV Globo
Polícia interrompeu festa em Interlagos - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Policia encerrou festa com 46 pessoas no bairro de Interlagos

  • Os agentes levaram os organizadores da festa e os responsáveis pelo bar para a delegacia

  • O local foi interditado e multado em 30 mil por descumprir as regras da fase emergencial de combate à Covid-19 no estado

Mais uma festa clandestina foi encerrada pela polícia de São Paulo na madrugada desta quinta-feira, desta vez no bairro de Interlagos, Zona Sul da cidade. Quase 50 pessoas estavam reunidas no local, segundo informações do G1, descumprindo as regras do decreto da fase emergencial de combate à Covid-19 no estado.

A Polícia Civil, funcionários do Procon e da vigilância sanitária foram ao local após receberam a denúncia de uma festa em um bar recém-inaugurado no bairro. No local, sem ventilação, estavam 46 jovens que festejavam com bebidas alcoólicas e compartilhando narguilés, sendo que metade deles estava sem máscaras.

Leia também

O local não apresenta condição nenhuma, não tem qualquer tipo de circulação de ar. As pessoas estão aglomeradas lá dentro, totalmente contrário às recomendações e ao decreto”, explicou o delegado responsável pelo caso, Ricardo Prezia.

Parte dos frequentadores foi liberada, mas os organizadores da festa e dos responsáveis pelo bar foram levados para o Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania.

Os pais precisam, obrigatoriamente, perguntar a seus filhos, fiscalizar aonde eles estão indo, para que tentem de certa forma impedir estes jovens de se aglomerar. Não é momento de ir para festa”, comentou Carlos Marera, diretor de fiscalização do Procon.

O Procon multou o estabelecimento em 30 mil e o interditou por infração de medida sanitária. Já a Polícia apreendeu aparelhos de som, notebooks e máquinas de cartão de crédito e débito.

Festa tinha quase 50 jovens em local sem ventilação - Foto: Reprodução/TV Globo
Festa tinha quase 50 jovens em local sem ventilação - Foto: Reprodução/TV Globo

O que pode e o que não pode na fase emergencial

  • Cultos religiosos suspensos

  • Restaurantes não podem mais oferecer retirada de comida

  • Drive-thrus e serviços de delivery de restaurantes e outros estabelecimentos comerciais poderão funcionar 24 horas por dia

Na fase emergencial, não podem acontecer atividades esportivas, lojas de material de construção ficam fechadas, assim como os serviços de retirada de todos os setores.

Os cultos religiosos também estão suspensos, mas as igrejas continuam abertas para aqueles que quiserem rezar de forma individual.

Drive-thrus e serviços de delivery de restaurantes e outros estabelecimentos comerciais podem funcionar 24 horas por dia.

Há ainda um toque de recolher entre 20h e 5h. Não será permitido circular durante o período, a não ser que seja estritamente necessário.

Aglomerações estão proibidas e as máscaras são obrigatórias em ambientes internos e externos. Durante o período, paulistanos não poderão frequentar praias e parques.