Polícia Federal abre investigação para apurar falhas no sistema da Câmara

Arthur Lira, presidente da Câmara, pediu que Polícia Federal investigue queda no sistema da Casa legislativa (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Arthur Lira, presidente da Câmara, pediu que Polícia Federal investigue queda no sistema da Casa legislativa (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

A Polícia Federal abriu um procedimento preliminar para apurar as falhas na internet e no sistema de informática na Câmara dos Deputados. Policiais estiveram na Casa na madrugada desta quarta-feira (13).

Os deputados votavam a chamada “PEC Kamikaze”, que concede uma série de benefícios sociais até o fim deste ano, mesmo às vésperas das eleições. No primeiro turno de votação, a proposta foi aprovada. Quando a PEC seria votada em segundo turno, o sistema parou de funcionar.

O problema técnico fez com que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), suspendesse a votação. Em seguida, Lira pediu investigação à PF. Segundo informações do portal g1, autoridades chegaram à Câmara por volta das 22h e ficaram na casa legislativa até 3h.

Arthur Lira relatou que os dois links, os dois servidores de internet da Câmara, caíram ou foram cortados automaticamente ao mesmo tempo. “Vou fazer uma queixa formal à Polícia Federal, ao Ministério da Justiça. Isso é interferir no trabalho livre e na autonomia do Poder Legislativo”, prometeu.

“A Polícia Federal foi acionada na noite desta terça-feira pela Câmara dos Deputados para apurar falhas na internet e inconsistências no sistema de votação da Casa. Após o acionamento, uma equipe técnica esteve no local e fez as primeiras verificações. Foi instaurado procedimento preliminar de apuração na Superintendência da Polícia Federal no Distrito Federal e as diligências continuam a fim de esclarecer prontamente o ocorrido”, explicou a Polícia Federal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos