Polícia investiga parente de Lázaro por participação em crimes

·2 minuto de leitura
Polícia suspeita que parente tenha ajudado Lázaro na série de crimes - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
Polícia suspeita que parente tenha ajudado Lázaro na série de crimes - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
  • Polícia do Distrito Federal acredita que um parente tenha participado dos crimes cometido por Lázaro

  • Uma investigação está em andamento, mas não foi revelada a identidade deste familiar

  • Ele pode, inclusive, ter auxiliado o criminoso na chacina da família Vidal

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) está investigando um parente de Lázaro Barbosa por participação nos crimes praticados pelo “serial killer do DF”. Foi o que revelou o portal Metrópoles nesta sexta-feira.

O site explicou que não revelaria a identidade do familiar para não atrapalhar as investigações, mas que este parente teria acompanhado Lázaro na série de crimes que assustou o Brasil nas últimas semanas, especialmente o Centro-Oeste.

Leia também:

Este familiar teria participado dos roubos cometidos pelo criminoso em chácaras da região. A dupla foi vista circulando pelas áreas rurais do Incra 9, em Ceilândia, e em regiões de Girassol e Águas Lindas.

A polícia não descarta a possibilidade de Lázaro ter contado com o auxílio do parente na chacina que vitimou quatro integrantes da família Vidal no início de junho. Cláudio Vidal, seus dois filhos, Gustavo e Carlos Eduardo, e a esposa, Cleonice Marques, foram assassinados pelo criminoso.

Morte de Lázaro foi celebrada na região onde o criminoso atuava - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
Morte de Lázaro foi celebrada na região onde o criminoso atuava - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias

Lázaro e este familiar inclusive já teriam invadido uma propriedade próxima à chácara da família Vidal dias antes da chacina. Na ocasião, eles teriam dito que queriam comprar queijo.

Captura de Lázaro Barbosa

O assassino Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, morreu após um confronto e troca de tiros com policiais que estavam em sua procura, na manhã desta segunda-feira (28).

A primeira informação da captura de Lázaro foi dada pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que fez o anúncio em suas redes sociais de que o serial killer teria sido preso.

Posteriormente, agentes das forças de segurança relataram que ele foi baleado, levado para um hospital de Águas Lindas de Goiás e morto.

Lázaro é condenado por assassinatos e estupros. Ele estava sendo procurado há 20 dias por uma série de crimes na Bahia e em Goiás

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos