Polícia prende 6 brasileiros suspeitos pelos assassinatos de filha de governador e mais três no Paraguai

·2 minuto de leitura
Polícia efetuou as prisões nesta segunda - Foto: Polícia Nacional Paraguaia/Divulgação
Polícia efetuou as prisões nesta segunda - Foto: Polícia Nacional Paraguaia/Divulgação
  • Seis suspeitos teriam envolvimento no assassinato de quatro pessoas em Pedro Juan Caballero no sábado

  • As vítimas estavam saindo de uma casa noturna quando foram baleadas

  • Entre elas, estava a filha do governador de Amambai, Haylee Carolina

A polícia do Paraguai prendeu na manhã desta segunda-feira (11) seis brasileiros suspeitos de envolvimento nos assassinatos de quatro pessoas em Pedro Juan Caballero, cidade que faz fronteira com o Mato Grosso do Sul. As informações são do G1.

Os seis homens foram identificados como:

  • Hywulysson Foresto

  • Juares Alvers da Silva

  • Luis Fernando Armando e Silva Simões

  • Gabriel Veiga de Sousa

  • Farley José Cisto da Silva Leite Carrijo

  • Douglas Ribeiro Gomes

Junto deles, os agentes apreenderam três veículos com documentos brasileiros referentes a outros carros, celulares, joias e um recipiente com 74 gramas de maconha.

Leia também:

A polícia localizou os suspeitos no bairro de Maria Victoria. A prisão aconteceu após uma denúncia de que o caminhão utilizado no ataque teria sido incinerado na colônia Fortuna Guazú.

Um outro suspeito já havia sido detido no domingo (10), após ser perseguido por policiais. Na ocasião, foi apreendido um automóvel que também teria sido utilizado nos assassinatos.

Relembre o crime

Quatro pessoas foram assassinadas no último sábado (9) em Pedro Juan Caballero. Entre as vítimas, estava Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, filha do governador do estado de Amambai, Ronald Acevedo.

Kaline foi uma das vítimas da chacina - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Kaline foi uma das vítimas da chacina - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Conforme explicou a polícia paraguaia, os quatro foram atingidos por tiros quando saíam de uma casa noturna. Elas estavam em um veículo de placas do Paraguai, e os atiradores, em uma caminhonete.

Os suspeitos desceram do automóvel, se aproximaram do carro das vítimas, atiraram e fugiram. Todos os baleados morreram no local.

Foram mortos os paraguaios Haylee Carolina Acevedo Yunis, atingida por seis tiros, e Omar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos. Conhecido como "Bebeto", ele sofreu 31 disparos.

Entre as vítimas brasileiras, estão: Kaline Reinoso de Oliveira, de 22 anos, natural de Dourados, morta com 14 tiros; e Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, de 18 anos, assassinada com 10 tiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos