Polícia prende homem que esfaqueou e atirou em ex-mulher no Rio

Uma pesquisa dos institutos Patrícia Galvão e Locomotiva mostrou que 30% das brasileiras já foram ameaçadas por seus ex-parceiros. (Foto: Getty Creative)
Uma pesquisa dos institutos Patrícia Galvão e Locomotiva mostrou que 30% das brasileiras já foram ameaçadas por seus ex-parceiros. (Foto: Getty Creative)

A Polícia Civil prendeu na manhã deste sábado (18) Joilson Tavares, indicado como o responsável por bater, esfaquear e atirar na ex-mulher, Nathalia Maria da Silva. Depois do crime, ela foi deixada em uma rua de Brás de Pina, na Zona Norte do Rio de Janeiro. As informações são do G1.

Agentes da 33ª Delegacia Policial de Realengo efetivaram a prisão. Na sexta-feira (17), a Justiça já tinha aceito o pedido de prisão provisória de Joilson.

Nathalia está internada no Hospital Albert Schweitzer desde terça-feira (14). Apesar de seu estado ser grave, ela está consciente e relatou aos familiares que Joilson a agrediu.

De acordo com os parentes, a jovem estava retornando de uma consulta médica com o filho quando o ex-marido se aproximou. Ele teria pedido para ela entrar no carro, alegando que nada faria. Como estava sem dinheiro para a passagem de ônibus, a mulher entrou no veículo, quando passou então a ser agredida com golpes de faca.

Depois de atirar contra ela, o homem a largou na rua, sem seus documentos. Já o filho do casal foi levado, um tempo depois, à delegacia pela mãe do ex-marido.

A irmã da vítima, Laís Maria da Silva, disse que o cunhado já havia ameaçado a irmã outras vezes e que ela tentou várias vezes prestar queixa na polícia, mas não conseguiu porque Joilson não tinha endereço fixo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos