Polícia prende Jiraya, número 2 da maior milícia do Rio de Janeiro

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Reprodução
Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã deste domingo (17) Cristiano Lima de Oliveira, conhecido como Jiraya, considerado braço-direito do chefão da maior milícia em atuação no estado, Wellington da Silva Braga, o Ecko.

Jiraya (que também é nome do ninja da série japonesa de sucesso na TV nos anos 80) foi encontrado em uma casa em Paciência, zona oeste da capital fluminense. A polícia também apreendeu uma pistola Glock.

Leia também

Segundo a GloboNews, Cristiano não resistiu à prisão. Ele é investigado pelo homicídio de um morador de Paciência, que teria sido morto após pisar, sem querer, no pé do miliciano durante uma festa de rua, em 2017. Outro inquérito se refere à morte do policial Rodrigo Gaudagno dos Santos, no mês passado.

Jiraya é responsável pelo controle da favela de Antares, em Santa Cruz, zona oeste da cidade, e é o número 2 da hierarquia da Liga, maior milícia do Rio, abaixo apenas de Ecko, foragido da Justiça.