Polícia prende membros do PCC em Brasília que lavavam dinheiro com cavalos de raça

Polícia prendeu membros do PCC que vendiam cocaína no Distrito Federal. (Foto: Divulgação/PCDF)
Polícia prendeu membros do PCC que vendiam cocaína no Distrito Federal. (Foto: Divulgação/PCDF)
  • Além de cavalos de luxo, grupo lavava dinheiro com carros e imóveis

  • Duas pessoas suspeitas de ligação com o PCC foram presas

  • Polícia apreendeu armamento pesado

Uma operação da Coordenação de Repressão às Drogas (Cord) desarticulou, na manhã desta sexta-feira (2), uma célula do PCC (Primeiro Comando da Capital) de Brasília. O grupo lavou dinheiro da venda de cocaína comprando 30 cavalas da raça Mangalarga Marchador.

Os criminosos também compravam veículos importados, imóveis e investiam em uma distribuidora de bebidas para mascarar os lucros com o tráfico. A Operação Facção prendeu duas pessoas e apreendeu R$ 460 mil em espécie. As informações são do portal Metrópoles.

Os criminosos tinham armamento pesado: foram apreendidos também um fuzil, uma pistola e revólveres, além de grandes quantidade de cocaína.

A investigação da Polícia Civil do Distrito Federal apontou que a droga chegava vinda de São Paulo.

Os presos deverão responder por tráfico de drogas, associação para o tráfico, lavagem de dinheiro e posse irregular de arma de fogo. A 31ª Delegacia de Polícia (Planaltina) e a Divisão de Operações Especiais (DOE) deram apoio à operação.