Polícia prende mulher que viajava com criança "que pegou na doação"

Ex-cunhada da suspeita falou que a mãe estava “doando seu filho” (Foto: Getty Images)
Ex-cunhada da suspeita falou que a mãe estava “doando seu filho” (Foto: Getty Images)

Na última quarta-feira (17), uma mulher de 43 anos foi presa em flagrante com uma criança de 7 anos que, segundo ela, a mãe “doou”.

A prisão aconteceu quando policiais rodoviários federais fiscalizavam um ônibus com itinerário de Porto Alegre (RS) a Santarém (PA).

Para os agentes, a mulher confessou que não era a mãe do menino. Com ela estava apenas a certidão de nascimento e um documento registrado em cartório, com assinatura da mãe, mas sem autorização do deslocamento.

De acordo coo portal g1, a mulher não tinha documentos que autorizavam a viagem com o garoto.

Ainda em depoimento, ela contou que soube pela a ex-cunhada que a mãe do menino estava “doando seu filho” e pediu ajuda para encontrar um novo cuidador.

Segundo a suspeita, ela teria entrado em contato com um irmão que mora em Boa Esperança, no Mato Grosso, que demonstrou interesse em ter a guarda do menino. Ao confirmar com a mãe a suposta adoção, as duas foram até cartório de Campo Grande.

A PRF informou que o documento autorizava a criança a fazer uma viagem interestadual, mas não havia nenhum pedido realizado à Vara da Infância e Juventude. Além disso, não existe processo de adoção aberto em nome do garoto.

A mulher e a criança foram encaminhadas para a delegacia. A suspeita alegou que não sabia que estava cometendo um crime.

O flagrante foi convertido em prisão preventiva durante audiência de custódia, que acontece nesta sexta-feira (19). Ela poderá responder por tráfico de pessoas.