Polícia prende uma das donas de escola Colmeia Mágica, investigada por tortura

·2 min de leitura
Escola é investigada por maus-tratos após vídeos circularem na internet. Foto: Reprodução/Redes Sociais
Escola é investigada por maus-tratos após vídeos circularem na internet. Foto: Reprodução/Redes Sociais

Resumo da notícia

  • Polícia prendeu uma das donas da escola Colmeia Mágica, investigada por torturar crianças

  • Outra dona da escola está foragida

  • Donas da escola e auxiliar de limpeza foram indiciadas por tortura, perigo de vida e maus-tratos

A polícia prendeu hoje Fernanda Carolina Rossi Serme, de 37 anos, uma das donas da escola infantil Colmeia Mágica, na Zona Leste de São Paulo. O local é investigado por suspeita de maus-tratos e tortura contra crianças. As informações são do portal g1.

Fernanda estava há um mês foragida e foi encontrar em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo, por policiais da 8ª Delegacia Seccional. Autoridades pediram a prisão preventiva de Fernanda, o que foi aceito pela justiça.

Agora, a dona da escola será encaminhada para a Central de Polícia Judiciária e, em seguida, ela deve ser legada para a carceragem do 1º Departamento Policial de Mogi das Cruzes até que seja realizada a audiência de custódia.

Roberta Serme, outra dona da escola, continua foragida. A prisão preventiva dela está decretada desde o dia 22 de março, mas ela ainda não foi encontrada. As duas proprietárias da escola foram indiciadas por maus-tratos, tortura, associação criminosa, perigo de vida e constrangimento contra crianças. Além delas, a auxiliar de limpeza Solange da Silva Hernandez, de 55 anos, também responde pelos crimes.

Relembre o caso

A Escola de Educação Infantil Colmeia Mágica, na Vila Formosa, zona Leste de São Paulo, será investigada por tortura, após a Polícia Civil receber novas denúncias. A investigação ouviu mães das crianças que aparecem amarradas no banheiro em vídeo que circulou nas redes sociais, que afirmam que seus filhos voltavam para casa com ferimentos e doentes.

A escolinha é investigada por pelos crimes de maus-tratos, periclitação de vida, que é colocar a saúde das crianças em risco, e submissão delas a vexame ou constrangimento desde a semana passada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos