Polícia procura homem suspeito de tirar fotos de partes íntimas de mulher em fila de lotérica no SE

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Polícia está procurando um homem suspeito de importunar sexualmente uma jovem que estava na fila de uma lotérica (Foto: Reprodução/G1)
Polícia está procurando um homem suspeito de importunar sexualmente uma jovem que estava na fila de uma lotérica (Foto: Reprodução/G1)

A Polícia está procurando um homem suspeito de importunar sexualmente uma jovem que estava na fila de uma lotérica nesta terça-feira (22) em Aracaju (SE). A vítima, identificada como Maria Antônia, prestou Boletim de Ocorrência e publicou imagens em suas redes sociais pedindo ajuda para localizar o suspeito.

Nas imagens que circulam pelas redes sociais, é possível ver a vítima parando na fila de uma lotérica enquando o suspeito de cabelos branco e camiseta verde se aproxima por trás. O homem tenta disfarçar a aproximação mexendo no celular.

Em seguida, o homem para atrás da mulher, olha para os lados como se conferisse que ninguém estava olhando, se agaixa e tenta tirar uma foto das partes íntimas da da vítima.

Neste momento, a mulher percebe algo escontando em sua perna e se afasta do homem. No entanto, ela parece não desconfiar da ação do suspeito.

Leia também

O suspeito só desiste da ação quando um homem de camiseta preta, que passava pelo local, vê o que está acontecendo e chama atenção do suspeito.

"Eu nem percebi. Se o rapaz de preto não tivesse proferido xingamento, já tivesse olhado para trás, eu não ia saber o que aconteceu e esse criminoso iria ficar impune, ninguém saberia quem era ele, a imagem dele não teria circulado tanto e ele faria isso com outras meninas", disse a vítima ao G1.

Ao jornal, a delegada Mariana Diniz, do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), afirmou que a jovem estava na fila de uma lotérica quando foi alertada de que homem estaria tentando tirar fotos de suas partes íntimas.

“O homem tinha aparência de uns 65 anos e ainda não foi identificado. Mas já instauramos inquérito policial para apuração dos fatos e identificação da autoria”, explicou a delegada.

Quem tiver alguma informação que possa contribuir com o trabalho da polícia deve ligar para o Disque-Denúncia pelo número 181. O sigilo do denunciante é gratuito.