Policia do Rio investiga sumiço de 200 doses da CoronaVac na Baixada Fluminense

·2 minuto de leitura
Caixas da vacina CoronaVac

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A polícia do Rio de Janeiro investiga o desaparecimento de 200 doses da CoronaVac, vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinovac, em uma unidade de saúde de São João do Meriti, cidade da Baixada Fluminense, que levou ao afastamento de 16 servidores da equipe de trabalho da unidade.

Em nota, a Secretaria de Saúde da cidade disse que a falta das doses foi notada em uma checagem feita no posto no final da tarde da última terça-feira e que a polícia foi informada do ocorrido e investiga o caso.

"A Secretaria de Saúde da Prefeitura de São João de Meriti informa que constatou, no final da tarde do dia 13, o desaparecimento de 20 frascos da vacina CoronaVac (que correspondem a 200 doses) na unidade de saúde da Vila Jurandir. O fato foi imediatamente comunicado à delegacia de polícia da cidade e foi feito o registro de ocorrência do caso", afirma a nota.

"Toda a equipe de trabalho, 16 pessoas, foi afastada e a vacinação no local foi suspensa. A polícia está investigando o caso e o prefeito determinou que a Procuradoria-Geral do município abra um inquérito administrativo interno para apurar o que ocorreu. Após a conclusão do inquérito policial, os culpados serão exonerados", acrescentou.

Há 10 dias, 50 doses da CoronaVac foram roubadas por um homem que invadiu um posto de saúde da cidade do Rio de Janeiro durante a madrugada.

No mês passado, a polícia de Natal informou que suspeitos armados levaram 20 doses de vacinas contra a Covid-19 de uma unidade básica de saúde da capital do Rio Grande do Norte.

A vacinação contra a Covid-19 no país caminha em ritmo lento desde o início em janeiro, devido à escassez de doses, o que tem colaborado para o pior momento da pandemia no Brasil, com uma média diária de mortes causadas pela Covid-19 superior a 3 mil.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 24,4 milhões de pessoas receberam pelo menos a primeira dose de uma vacina contra a Covid-19 no país, o equivalente a cerca de 11,6% da população brasileira.

Ainda de acordo com dados da pasta, o Brasil registrou 13.673.507 casos de Covid-19 --atrás apenas de Estados Unidos e Índia-- e 361.884 mortes causadas pela doença --número inferior no mundo apenas ao registrado pelos EUA.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)