Policiais apreendem cem seringas de 'maconha líquida' em Volta Redonda

·1 min de leitura
Foto: Divulgação/Polícia Civil
Foto: Divulgação/Polícia Civil
  • Droga é obtida a partir da extração de THC com gás butano

  • Especialistas alertam para perigo da substância

  • Traficante levava também 8 mil pinos de cocaína

Um carro que transportava 8 mil pinos de cocaína e cerca de cem seringas com “maconha líquida”, como é conhecido o óleo de butano, foi apreendido em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, por policiais da 93ª DP na tarde desta segunda-feira (6).

O veículo, que era conduzido por um homem de 32 anos, foi parado na Rodovia Presidente Dutra, na entrada do município.

“É uma situação bastante nova aqui na cidade. Nós temos informações, após trabalho de investigação, que esse indivíduo abasteceria comunidades da região, principalmente no bairro da Conquista, com essas drogas que vieram do Complexo da Maré e da Nova Holanda, na Zona Norte do Rio”, informou o delegado Edézio Ramos, titular da 93ª DP, ao jornal Extra.

A “maconha líquida” é obtida a partir da extração do THC (tetra-hidrocanabinol, princípio ativo psicoativo da planta de cannabis) utilizando gás butano. O resultado do contato do gás com a planta é um óleo com alta concentração de THC.

Segundo o delegado, as seringas não tinham agulha e servem apenas para transporte. A droga é usada após ser aquecida e, então, inalada por um vaporizador. Ou seja, não é injetada.

Ainda assim, especialistas alertam para os perigos do consumo do THC junto ao gás, que pode deixar resquícios no organismo e causar problemas neurológicos.

O suspeito confessou na delegacia que a droga seria destinada ao abastecimento de traficantes em Volta Redonda.

A polícia informou também que a localização do lote de drogas foi possível a partir de um trabalho de inteligência, que busca identificar traficantes e a ação de intercâmbio entre integrantes de organizações de tráfico.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos