Policiais militares reclamam das condições do alojamento do 6º BPM, na Tijuca

Gustavo Goulart
·1 minuto de leitura

Policiais militares do 6º BPM (Tijuca) denunciam as péssimas condições do alojamento da unidade. Colchões mofados, janelas quebradas, falta de ar condicionado e escalas de trabalho desumanas são algumas das reclamações feitas ao "Bom Dia Rio", da TV Globo, e exibidas em reportagem nesta terça-feira.

O batalhão é responsável pelo policiamento nos bairros Tijuca, Andaraí, Grajaú, Vila Isabel e parte do Alto da Boa Vista.

“Eu venho aqui fazer um apelo. Além de escalas desumanas, temos esse alojamento destruído, fedendo a mofo, com colchões podres, sem ar-condicionado. É esse local que temos para descansar. Somos seres humanos, e o Estado deveria zelar um pouco pela tropa”, disse uma policial, sem se identificar, na reportagem.

O estado do alojamento feminino é um exemplo da atual situação: o aparelho de ar condicionado não funciona, janelas foram escoradas com pedaços de madeira, e há objetos quebrados. As policiais também disseram que os banheiros têm condições ruins e que alguns nem são usados por isso.

A Secretaria da Polícia Militar, através de nota, informou que o batalhão já recebeu várias reformas e que a prioridade agora é a revitalização do alojamento.

"A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, segundo o comando do 6º BPM, o quartel quase centenário já recebeu diversas reformas emergenciais nos últimos meses, como por exemplo a revitalização da caixa d'água, da casa de bombas, melhorias no serviço do rancho, bem como reforma em alguns alojamentos, dependências da P5 e da tesouraria entre outras. Informamos ainda que houve uma significativa redução da quantidade de viaturas baixadas. Cabe ressaltar que a reforma do alojamento em questão está prevista para iniciar nos próximos dias, sendo a prioridade das obras de melhorias do batalhão", diz a nota da PM.