Policiais são afastados após assistirem homem negro se afogar nos EUA: 'Não vou pular atrás de você'; vídeo

Três policiais da cidade de Tempe, no Arizona, foram colocados em licença administrativa após a divulgação de um vídeo no qual assistem uma pessoa em situação de rua se afogar em um lago, nesta segunda-feira. As imagens mostram Sean Bickings, de 34 anos, dentro da água enquanto um dos agentes diz "não vou atrás de você", conforme as transcrições divulgadas pela corporação.

Vídeo: Forças Armadas ucranianas abatem helicóptero russo

Foragida: EUA oferecem US$ 5 mil por informações sobre professora de ioga suspeita de matar campeã de ciclismo

O vídeo foi gravado pelas câmeras acopladas aos uniformes dos policiais, em 28 de maio. Na ocasião, Bickings entra voluntariamente na água e pouco depois começa a afogar.

Antes de entrar na águam, Bickings diz aos agentes: "Vou nadar, estou livre para ir, certo?"

E um dos policiais responde: "Você não pode nadar no lago, cara".

Em seguida, as imagens mostram Bickings nadando enquanto os policiais ordenam para que ele retorne.

Flagra em traição: Mulher atropela e mata namorado nos EUA após rastreá-lo com app

"Eu não posso, eu não posso", responde Bickings.

"Ok, não vou pular atrás de você", diz outro dos policiais, de acordo com a transcrição. Pouco depois, um dos agentes afirma que "tudo bem, vai pegar o barco agora".

Logo depois, Bickings se afogou, de acordo com uma nota oficial divulgada na sexta-feira por autoridades de Tempe.

Clima de pânico: Homem é preso na França por misteriosos ataques com agulhas em boates e festivais de música

Os três policiais que participaram da ação foram colocados em "licença administrativa remunerada não disciplinar".

Em nota, o chefe de polícia de Tempe, Jeff Glover, e o representante da Prefeitura, Andrew Ching, chamaram a morte de Bickings de "tragédia".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos