Díaz-Canel visita local onde vítimas de acidente estão sendo identificadas

Havana, 19 mai (EFE).- O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, visitou neste sábado o Instituto de Medicina Legal de Havana, órgão responsável por identificar as mais de 100 vítimas do acidente de ontem com um Boeing 737 da companhia mexicana Global Air, operado pela Cubana de Aviación, que caiu pouco depois de decolar.

Completando hoje um mês à frente do governo da ilha após substituir Raúl Castro, Díaz-Canel chegou ao local em um carro oficial e cumprimentou os funcionários do órgão.

O presidente já tinha visitado o instituto depois do acidente.

Segundo os dados oficiais, 108 das 111 pessoas a bordo morreram no acidente, entre elas várias crianças e um bebê. A maioria deles é cubana, mas há entre os mortos mexicanos e argentinos.

Familiares das vítimas começaram a chegar ao Instituto de Medicina Legal de Cuba nas últimas horas. O governo do país disponibilizou um serviço de atendimento médico e psicológico, com especialistas em cenários pós-traumáticos.

Três mulheres sobreviveram ao acidente e permanecem internadas em estado muito grave no Hospital Calixto García, em Havana. EFE