Policiais se atiram no mar para salvar seis pessoas de afogamento

O caso aconteceu em um ponto que fica fora da área dos postos em que há guarda-vidas. (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Dois PMs salvaram um grupo de seis pessoas – uma delas grávida -, que se afogava no balneário Albatroz em Matinhos, no Paraná, no sábado (21). No mesmo dia, haviam sido registradas três mortes por afogamento no litoral paranaense.

As informações são da Gazeta do Povo.

Segundo a publicação, os policiais Viana e Delmir patrulhavam a avenida da praia, quando uma mulher pediu socorro para um grupo de pessoas que estava se afogando. O caso aconteceu em um ponto que fica fora da área dos postos em que há guarda-vidas.

“Quando nós chegamos, vimos aquele bolo de pessoas na água e eu perguntei pra senhora que nos chamou. ‘Mas quem deles está se afogando?’. Eu fiquei um tanto preocupado quando ela me respondeu: ‘Todos!”, conta o soldado Viana.

O grupo estava a mais de 100 metros da areia e lutava para se manter na superfície da água quando os policiais entraram no mar. Com a ajuda de três surfistas, as vítimas foram colocas em cima de pranchas até que as motos aquáticas dos bombeiros chegaram e levaram os afogados para a areia.

Leia mais

“Colocamos algumas pessoas segurando a prancha e fui atrás de outras duas, que começavam a se distanciar. Era um casal de namorados. Ela estava grávida e no desespero de se salvar, agarrava o namorado e o empurrava pra baixo da água. E ele, no desespero de salvar ela que estava gestante, fazia muito esforço pra nadar pra cima de volta com ela e ficou exausto. Eles falaram que estavam desistindo de se salvar”, relata Viana.

Entre os envolvidos no afogamento estavam duas irmãs, de 12 e 13 anos, uma menina de 12 anos, uma jovem de 18 anos, uma gestante com 18 anos e um rapaz de 21 anos. O grupo e os policiais foram levados para Hospital Nossa Senhora dos Navegantes e passam bem.

AFOGAMENTOS

No sábado, duas pessoas, um jovem de 23 anos e um homem de 40 anos, não resistiram após se afogarem no mar do balneário Riviera. Eles chegaram a ser levados ao pronto socorro, mas morreram pouco depois.

Em Caiobá, uma jovem de 17 anos também foi vítima de afogamento. Ela foi resgatada por bombeiros, mas morreu no hospital.