Policial é suspeito de assassinato de jovem na Inglaterra

·1 minuto de leitura
Sarah Everard desapareceu em Londres em 3 de março

Um membro da unidade policial londrina encarregada da proteção de missões diplomáticas foi detido por suposto assassinato, após o desaparecimento há uma semana de uma jovem, informou nesta quarta-feira (10) a Scotland Yard.

Sarah Everard, uma executiva de 33 anos, desapareceu em 3 de março após sair do apartamento de uma amiga no bairro londrino de Clapham para voltar para casa na zona de Brixton, a cerca de 50 minutos de distância a pé.

Ela foi vista pela última vez por uma câmera de segurança às 21h30 daquela noite.

O suspeito, na casa dos 40 anos, faz parte de uma unidade de elite encarregada de patrulhar os arredores das missões diplomáticas, informou a polícia de Londres em um comunicado.

Em um primeiro momento, o policial foi preso por sequestro, mas agora também é suspeito de "assassinato", continuou. Ele também é suspeito de atos de exibição sexual. Uma mulher na casa dos 30 anos também foi presa por suposta cumplicidade.

O desaparecimento de Everard acionou um grande mecanismo de busca.

A polícia encontrou restos mortais na noite de quarta-feira perto da cidade de Ashford, sudeste de Londres, informou a chefe da Scotland Yard, Cressida Dick. Identificar os restos mortais "pode levar um tempo considerável", continuou.

A prisão do policial é "um acontecimento sério", afirmou Nick Ephgrave, subcomissário da Polícia de Londres, chamando de "chocante e perturbador" que o acusado seja um oficial da ativa.

Ele não estava de serviço na noite em que a jovem desapareceu, disse Ephgrave.

spe-acc/tjc/dga/am