Policial é afastado por apalpar seios de mulher morta nos EUA

O ato foi gravado na câmera do uniforme do policial (Foto: ROBYN BECK/AFP via Getty Images)

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Ele tentou desligar a câmera do uniforme, mas ato foi gravado

  • O policial foi descoberto em revisão aleatória das filmagens das câmeras

Um policial foi suspenso de suas atividades no Departamento de Polícia de Los Angeles, na Califórnia, nos EUA, após ser acusado de apalpar os seios de uma mulher encontrada morta. O ato foi filmado pela câmera que os agentes de segurança pública usam em seus uniformes.

De acordo com Josh Rubenstein, porta-voz da polícia de Los Angeles, o homem que não foi identificado foi chamado para atender um caso de overdose. Ao chegar na residência, ele e seu parceiro encontraram a mulher morta.

Leia também

Os dois imediatamente ligaram para a central da polícia e anunciaram a morte da vítima. Quando o parceiro foi até o carro buscar algo, o policial desligou a câmera que fica acoplada ao seu uniforme e colocou as mãos nos seios dela.

Ele não sabia que as câmeras usadas pela polícia de Los Angeles são equipadas com um dispositivo de segurança que continua filmando tudo o que acontece até dois minutos após o desligamento. É comum que as filmagens das câmeras dos policiais sejam aleatoriamente conferidas para monitorar a conduta dos agentes – e foi assim que o ato dele foi descoberto.

As forças policiais dos Estados Unidos passaram a utilizar câmeras nos uniformes após diversas denúncias de abordagens violentas e disparos desnecessários de tiros.

As investigações ainda estão em andamento. Caso seja comprovado que ele apalpou os seios da mulher encontrada morta, o policial pode ser expulso da corporação.