Policial mata a tiros cachorro de artista de rua no Rio de Janeiro

·1 minuto de leitura
Policial disparou contra cachorro - Foto: Getty Images
Policial disparou contra cachorro - Foto: Getty Images
  • Policial admitiu ter matado o cachorro vira-lata que pertencia à artista

  • Ele teria ameaçado a mulher e um amigo antes de disparar contra o animal

  • No mês passado, um PM também matou a tiros um cachorro em Belo Horizonte

Um policial civil matou a tiros o cachorro que pertencia a uma artista circense de rua no Rio de Janeiro. O caso aconteceu na última segunda-feira e foi divulgado pelo jornal O Globo.

De acordo com informações da 18ª DP (Praça da Bandeira), Ney Côrtes da Silva teria disparado contra o cachorro vira-lata pertencente à jovem de 21 anos, que não teve a identidade revelada, após uma discussão.

Leia também:

Por volta das 15h30 da última segunda, policiais militares do 4º BPM (São Cristóvão) foram chamados pela artista e um amigo. A dupla alegou que Ney havia os ameaçado com arma de fogo e, em seguida, disparado contra o cachorro.

O animal não resistiu aos ferimentos. O policial civil foi encaminhado à delegacia, onde admitiu ter feito os disparos, mas argumentou que temia ser atacado pelo cão.

Responsável pela morte do cachorro é policial civil no Rio - Foto: Divulgação/Polícia Civil
Responsável pela morte do cachorro é policial civil no Rio - Foto: Divulgação/Polícia Civil

O caso foi registrado como crime de maus tratos a animais com agravante de morte. Em comunicado, a Polícia Civil informou que a Corregedoria da corporação vai apurar o ocorrido com rigor.

Caso semelhante em BH

Há pouco menos de um mês, um caso semelhante aconteceu em Belo Horizonte. No dia 25, um policial militar matou um cão a tiros na região de Venda Nova.

O agente, que estava de folga, atirou contra o cão Yankee, de 11 anos, que pertencia a uma família. Ele alegou que o animal investiu contra ele e sua cadela, mas relatos de testemunhas desmentiram a versão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos