Policial militar é baleado durante roubo de carga em Duque de Caxias

Marcos Nunes
·2 minuto de leitura

Um policial militar foi baleado nesta quinta-feira durante um roubo de carga de eletroeletrônicos, em Santa Cruz da Serra, no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O crime aconteceu pouco depois de um caminhão ter partido de um depósito de mercadorias. Bandidos armados de fuzis, que ocupavam pelo menos dois carros, interceptaram o veículo em uma rua que dá acesso à Rodovia Rio-Magé. O bando rendeu vigilantes que faziam a escolta.

Um PM que passava pelo local também foi rendido. Ao ser identificado como policial, ele foi baleado pelos assaltantes. A vítima ainda teria sido levada para o Hospital Geral Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. O bando fugiu levando a carga que não teve o valor divulgado pela polícia.

A polícia trabalha com a hipótese de que a quadrilha seja a mesma, que no último dia 14, tentou roubar um caminhão na Rodovia Washington Luís, também na altura de Duque de Caxias. Na ocasião, policiais civis e policiais rodoviárias federais interromperam o trânsito na rodovia por cerca de 17 minutos para tentar capturar os bandidos.

Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal chegou a ser acionado e houve troca de tiros. Uma van roubada, onde estavam dois bandidos, foi perseguida e acabou se envolvendo em um acidente. A dupla foi presa, e um deles chegou a ser baleado no confronto com os policiais. Na mesma ação, outros dois bandidos foram capturados, em uma motocicleta, já na Rodovia Presidente Dutra.

Segundo a polícia, eles estavam com equipamentos que seriam utilizados para bloquear o sinal de GPS de caminhões, impedindo que ele fosse rastreado por empresas de seguranças. Ainda segundo a polícia, o bando que atacou a carga de eletroeletrônicos, nesta quinta-feira, também é investigado pela morte de um outro policial militar.

No último dia 29 de novembro, o soldado Paulo Roberto dos Santos Ferreira Junior, de 36 anos, foi baleado durante a abordagem de um veículo suspeito de participar de um roubo de cargas, em Duque de Caxias. Ele chegou a ser levado para o Hospital Moacyr do Carmo, mas não resistiu aos ferimentos. Na mesma ação, um segundo agente que acompanhava Paulo Roberto, foi ferido com um tiro no braço.