Policial militar baleado em ataque a Guarapuava morre no Paraná

·2 min de leitura

SALVADOR, BA (FOLHAPRESS) - A Polícia Militar do Paraná informou neste sábado (23) a morte do Cabo Ricieri Chagas, 48, um dos policiais militares atingidos por disparos durante o ataque de criminosos à cidade de Guarapuava (256 km de Curitiba).

O ataque ocorreu entre a noite de domingo (17) e a madrugada de segunda-feira (18). Um grupo de cerca de 30 bandidos armados invadiu a cidade em uma tentativa de assalto a uma empresa de transporte de valores.

De forma simultânea à tentativa de ataque à transportadora, os criminosos atacaram um batalhão da Polícia Militar, além de incendiar veículos em acessos para a cidade. O Exército utilizou um veículo blindado para garantir a segurança de instalações militares.

Um morador e dois policiais foram baleados durante o ataque. O cabo Ricieri Chagas estava em uma viatura quando foi atingido por um disparo na cabeça. Atingido na perna, o outro policial foi hospitalizado e já recebeu alta.

Um terceiro policial também foi alvo de disparos durante a ação. Mas tiro foi, em parte, amortecido por um aparelho celular que estava em bolso no colete à prova de balas que ele utilizava.

Ao todo, cerca de 30 criminosos participaram da ação. Eles abandonaram oito veículos, entre os quais alguns blindados. Foram recolhidos fuzis, pistolas, dinamites, capacetes balísticos e mochilas com mantimentos para fuga.

O governo do Paraná reforçou a força-tarefa que investiga os ataques criminosos. Um grupo especializado, de Curitiba, se juntará à operação a partir de segunda (25), ampliando a integração entre as forças de segurança para resolução do caso.

Em nota publicada nas redes sociais, a PM do Paraná informou que Chagas era policial militar há 26 anos e deixa mulher e dois filhos.

"Teve uma carreira exemplar e extremamente operacional. É conhecido por todo o país, por ter brilhantemente representado a PMPR [Polícia Militar do Paraná] na Força Nacional", informou.

O governador Ratinho Junior (PSD) lamentou a morte do policial: "O cabo Ricieri foi atingido enquanto defendia a população paranaense, a serviço da polícia, e jamais será esquecido por esse ato de bravura. Meus sentimentos à família. Que Deus receba esse valoroso homem".

Uma operação comandada por policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) em uma chácara em Araçariguama, no interior de São Paulo, resultou na apreensão na terça-feira (19) de armas e munições que seriam utilizadas em roubos a empresas de transporte de valores.

Policiais do Deic disseram que o armamento encontrado no sítio pertence à quadrilha que agiu em Guarapuava.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos