Policial militar, Luís Fernando fala do trabalho de escritor e prepara terceiro livro

Nascido numa comunidade pobre do Rio, Luís Fernando fez questão de escrever um destino diferente para o qual parecia predestinado. Ele passou num concurso na área de segurança pública e há 16 anos é policial militar. Hoje, aos 42 anos, dá continuidade também ao seu trabalho de escritor. Luís já tem dois livros lançados e, neste momento, prepara o terceiro. Até o fim do ano, chega às livrarias a segunda parte da saga entitulada “Apocalipse”.

Nas páginas de suas obras, está um pouco do ele aprende nas ruas como policial. Como escritor, ressalta a importância da educação:

"Em 16 anos já vivenciei alguns confrontos em comunidades do Rio de Janeiro e vi muitas mortes, sejam de traficantes, colegas de profissão e inocentes que figuram em meio a esse caos e não vi a criminalidade diminuir consideravelmente ela apenas oscila seus índices. Somente uma educação de qualidade pode mudar esse cenário, os jovens carecem de bons exemplos, pessoas bem-sucedidas que não são ligadas ao tráfico para que elas se inspirem, na falta de pessoas assim a vida dos traficantes influência facilmente a nossa juventude”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos