Policial militar mata seis familiares e outras duas pessoas no Paraná

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Um policial militar matou oito pessoas, sendo seis da família dele, na noite desta quinta-feira (14) no Paraná, e se suicidou na sequência.

Entre as vítimas estão a esposa dele, a mãe, o irmão e três filhos, com idades entre 4 e 12 anos. O PM ainda matou outras duas pessoas desconhecidas que passavam pela rua. Os crimes aconteceram nas cidades de Toledo e Céu Azul, no oeste do estado.

O policial, identificado como Fabiano Garcia, 37, trabalhava no 19º Batalhão de Polícia Militar de Toledo e estava desde 2010 na corporação. Segundo a PM, ele trabalhou normalmente na quinta, antes de cometer os crimes, e deixou o plantão por volta das 19h.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Hudson Leôncio Teixeira, disse, em entrevista coletiva, que o policial mandou áudios para amigos e familiares no intervalo entre as mortes. Segundo ele, Garcia não aceitava o fim do casamento e tinha algumas dívidas.

"O que deu a entender como fator de motivação para toda essa tragédia foi a separação dele, que ele não estava aceitando a separação", afirmou.

Segundo Teixeira, o policial foi descrito por colegas como um "excelente" profissional. "A função que ele exercia, que era motorista do oficial de serviço, era uma função de confiança, são escolhidos os melhores policiais para essa missão. Não tinha nada que desabonasse a conduta do soldado Fabiano."

Em nota, a Polícia Civil do Paraná informou que as delegacias das duas cidades onde ocorreram os crimes instauraram inquéritos policiais e realizam diligências para apurar a motivação dos fatos.

Perícias foram realizadas nos locais e equipes de investigação seguem na coleta de informações para estabelecer a dinâmica dos fatos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos