Policial que matou manifestante que invadiu o Congresso dos EUA é suspenso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O policial que disparou contra a ativista Ashli Babbitt foi afastado das funções temporariamente, informou nesta quinta (7) a USCP (Polícia do Capitólio). As circunstâncias do disparo serão investigadas. Babbitt foi baleada ao tentar entrar em uma área restrita, onde os parlamentares estavam abrigados, disse Steven Sund, chefe da USCP. Ela foi socorrida, mas morreu no hospital. . Sund também confirmou que duas bombas improvisadas foram encontradas no Congresso, e que elas teriam causado grandes danos se tivessem sido disparadas.