Políticos lamentam morte de Gal Costa: 'Revolucionou a cultura brasileira'

Gal Costa (Foto: Mauricio Santana/Getty Images)
Gal Costa (Foto: Mauricio Santana/Getty Images)

Políticos lamentaram nesta quarta-feira (9) a morte da cantora Gal Costa, uma das maiores vozes da música popular brasileira.

A artista baiana morreu hoje, aos 77 anos de idade. A informação foi publicada inicialmente pelo jornal Folha de S. Paulo.

A seguir, veja algumas homenagens publicadas nas redes sociais.

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), falou que Gal Costa "foi das maiores cantoras do mundo" e que "marcou a vida de milhões de brasileiros".

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), escreveu que Gal Costa fará "imensa falta", e lembrou o apoio da artista a Lula.

"Gal Costa fará imensa falta. Ao Brasil e a todos nós. Deu origem à tropicália e marcou a cultura brasileira. Gal nos deixou, ainda neste ano, uma recomendação: que escolhêssemos o caminho do amor, e não do ódio. Honraremos seu pedido. Meus sentimentos à família, amigos e seus fãs."

"O Brasil perde Gal Costa. Compositora, cantora e uma das vozes mais expressivas da Música Popular Brasileira. Em nome do Congresso Nacional, presto meus sentimentos aos familiares, amigos e fãs neste triste dia para a cultura nacional", falou Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Congresso Nacional.

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou que Gal e seu talento "são imortais".

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), decretou lutou oficial no estado por três dias.

A senadora Simone Tebet (MDB) classificou Gal como "artista completa, ícone da MPB".

A deputada federal eleita Marina Silva (Rede-SP) disse que a artista tem um significado especial para ela. "Com seu talento, colocou sorrisos em muitas caras e seu legado permanecerá fazendo isso. Que Deus console seus familiares e amigos nesse momento tão difícil", declarou a ex-ministra.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou que a cantora "jamais sairá das nossas lembranças".

A ex-presidente Dilma Rousseff (PT) classificou Gal Costa como "uma das maiores cantoras da nossa história". "Eu sinto imensamente a tristeza de ver essa grande estrela nos deixar justo agora, no instante em que recobramos a esperança de dias melhores", falou.

A deputada federal Maria do Rosário (PT-RS) escreveu: "Triste com a notícia do falecimento de Gal Costa, um dos maiores nomes da música, e da cultura brasileira. O Brasil perde uma das mulheres que revolucionou a cultura brasileira. Um símbolo. Meus sentimentos aos amigos e familiares!"

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra (PT), contou que conseguiu assistir a um show da cantora há pouco tempo.

"Um dos maiores nomes da MPB se foi. Que tristeza é a partida de Gal Costa para nós que somos fãs, mas também para toda cultura brasileira! Pude vê-la recentemente, em seu último show aqui, encantadora como sempre. Que Deus a receba e conforte sua família, amigos e legião de fãs", escreveu.

"O Brasil perde Gal Costa, aos 77 anos, uma das maiores vozes da nossa música. Muita força aos familiares, amigos e aos milhões de fãs, do Brasil e do mundo. Triste dia para nós! Jamais será esquecida!", disse a deputada estadual Isa Penna (PCdoB-SP).

"Faleceu hoje Gal Costa, uma das maiores vozes do Brasil. Toda minha solidariedade ao familiares e fãs da cantora. O legado de Gal segue vivo através de sua arte", declarou o deputado federal Alexandre Padilha (PT-SP).