Poluição do ar provoca o fechamento das escolas de Nova Délhi

·3 min de leitura
Nova Délhi afetada por nuvem de poluição em 15 de novembro de 2021 (AFP/Money SHARMA)

O governo de Nova Délhi decretou o fechamento das escolas até nova ordem no momento em que uma nuvem de poluição afeta a capital da Índia, enquanto na cidade de Lahore, no Paquistão, os moradores lamentam a inação das autoridades.

A qualidade do ar caiu a níveis muito perigosos para a saúde no norte da Índia e nas zonas próximas do Paquistão nos últimos anos devido à poluição industrial e à fumaça das queimadas agrícolas.

Com as temperaturas de inverno (hemisfério norte), a poluição se transforma em nuvens tóxicas que envolvem as cidades, dificultam a visibilidade e tornam o ar irrespirável.

Afetada a cada inverno por este fenômeno, Nova Délhi, com 20 milhões de habitantes, decretou na terça-feira à noite a prorrogação até nova ordem do fechamento das escolas, medida que havia sido anunciada no fim de semana e deveria durar uma semana.

A concentração de partículas poluentes no ar da capital superou em 30 vezes o nível máximo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para combater a nuvem tóxica, as autoridades instalaram jatos de água nos pontos mais críticos da cidade e que devem ser acionados três vezes por dia.

O decreto da Comissão de Gestão da Qualidade do Ar também proíbe a entrada de caminhões com mercadorias não essenciais na cidade, paralisa as obras de construção e determina a interrupção das operações de seis das 11 usinas térmicas em um raio de 300 quilômetros.

Também impõe o teletrabalho para 50% dos funcionários públicos, com a recomendação para que as empresas privadas sigam o exemplo.

A ordem foi anunciada poucos dias depois de o governo de Délhi ter rejeitado um pedido da Suprema Corte da Índia para a declaração, pela primeira vez, de um "confinamento por poluição", que restringiria os deslocamentos da população.

Apesar da situação em sua capital, a Índia foi a principal responsável por enfraquecer os compromissos para erradicar o uso de carvão na reunião do clima COP26 que acabou no sábado em Glasgow.

Um relatório publicado em 2020 pela organização suíça IQAir informa que 22 das 30 cidades mais contaminadas do mundo ficam na Índia.

De acordo com a mesma organização, que monitora dados de poluição do ar em centenas de cidades, Lahore era a localidade com a pior qualidade do ar no mundo nesta quarta-feira.

Na cidade de 11 milhões de habitantes, próxima da fronteira com a Índia, os moradores estão irritados com a falta de medidas do governo, que atribui o fenômeno ao país vizinho ou afirma que os dados são exagerados.

"As crianças sofrem problemas respiratórios (...) Pelo amor de Deus, encontrem uma solução", declarou Muhammad Saeed à AFP

Nos últimos anos, os habitantes de Lahore construíram os próprios purificadores de ar e processaram a administração da cidade para tentar melhorar a situação.

"Só podemos implorar para que controlem a poluição (...) Se isso continuar, vamos morrer", lamenta o comerciante Ikram Ahmed à AFP.

Saeed conta que parou de levar os filhos para passear nas ruas devido à poluição.

"Há fábricas e pequenas indústrias operando aqui. Que sejam levadas para outro lugar, paguem indenizações ou ofereçam tecnologia moderna, para que consigamos nos livrar da nuvem", disse.

ash/stu/qan/dbh/me/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos