Ponte da Amizade retoma fluxo normal após ser bloqueada por manifestantes

Da Agência Brasil*

Após bloqueio que durou até a madrugada de hoje (1º), a Ponte da Amizade tem fluxo normal de veículos, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Localizada entre a cidade de Foz do Iguaçu, no Paraná, e Ciudad del Este, no Paraguai, a ponte é a principal ligação entre os dois países e é ponto de entrada para quem quer fazer compras no Paraguai.

De acordo com a PRF, a ponte foi bloqueada ontem (31), por volta das 22h40, e reaberta às 2h30. Ela foi fechada, no lado paraguaio, por manifestantes que protestavam contra a aprovação da reeleição presidencial no país.

Durante a noite, o fluxo de veículos é baixo, segundo a polícia, e, do lado brasileiro, formado por pessoas que querem regressar às suas casas. Uma fila chegou a ser feita, mas foi rapidamente dispersada, sob orientação da PRF.

Logo na reabertura, o trânsito ficou lento pela presença de pedras na pista, mas agora segue o fluxo normal de sábado, que é intenso devido ao movimento de compras.

Manifestações

Os protestos mais violentos tiveram início na tarde dessa sexta-feira (31), na Praça de Armas, ao lado do Congresso, edifício atacado pelos manifestantes. Um jovem morreu durante os protestos.

Os incidentes começaram depois que 25 senadores votaram a favor do projeto de emenda nas dependências da Frente Guasú, do ex-presidente Fernando Lugo, sem a presença dos demais legisladores e do presidente do Senado, Roberto Acevedo.

O partido de Lugo aprovou a emenda para que o ex-bispo possa concorrer às eleições de 2018, e o Partido Colorado para que o atual presidente paraguaio possa fazer o mesmo. A Constituição paraguaia proíbe a reeleição presidencial.

* Com informações da Agência EFE