Pontos críticos nas rodovias aumenta em 50%, diz pesquisa

Uma pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) aponta para um crescimento de 50% nos problemas de infraestrutura nas rodovias brasileiras no ano de 2022. Foram registrados 2.610 pontos críticos na malha rodoviária. Em 2021, eram 1.739 pontos nessa situação.

No levantamento concluído nesta semana, a CNT menciona complicações como erosões de pista, buracos grandes, pontes caídas ou muito estreitas. Mais de 66% dos pontos críticos em 2022 foram buracos nas rodovias e estradas. Segundo a Confederação, para a resolução do problema de infraestrutura em 2022, seria necessário o investimento de R$ 5,24 bilhões.

“São problemas graves, que se multiplicam a cada ano e se concentram, majoritariamente, em rodovias sob gestão pública”, diz em nota entidade.

Na série histórica, a pesquisa da CNT afirma que, em 2012, os motoristas poderiam encontrar, em média, um ponto crítico a cada 372,4 quilômetros rodados. Já 2022, os problemas passaram a ser registrados a cada 44 quilômetros percorridos, em média.