De pontos turísticos a locais violentos, youtuber faz sucesso mostrando ruas desertas do Rio tarde da noite

‘Eu ando na madrugada como se eu estivesse andando na Disney’, revela o dono do canal “Madrugada RJ”, que registra imagens de como é a cidade tarde da noite. Andarilho noturno desde criança, Olho, como é chamado, faz oração à vela acesa pedindo proteção antes de sair de casa. Em seguida, esconde um pouco de dinheiro na meia. Despede-se da família, dando um beijo em sua esposa e nos filhos. Ao chegar ao ponto escolhido da vez, faz um rápido reconhecimento da área, respira fundo, prepara o equipamento e inicia as gravações.

Roteiro: Confira sete parques, famosos ou escondidos, que merecem a visita

Não perca: Rodas de samba comandadas por mulheres fazem apresentações simultâneas e gratuitas

Ele já sabe o que precisa fazer: chegar uma da madrugada no local escolhido e sair às três porque a rua começa a ter movimentações. O silêncio que percorre quarteirões às vezes é cortado apenas por algum carro passando.

O carioca de 33 anos, pai de dois filhos e morador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, despertou a curiosidade da internet com seus vídeos. Olho da Madrugada — como ele prefere ser identificado — explica que explora esse estereótipo da cidade ser perigosa, mas não sente medo. Ele já está acostumado a longos períodos acordado após seu período de trabalho no Exército, no qual pegava escalas durante a noite:

Talento: Menina de 5 anos cantando 'A baleia' como ópera no Museu do Amanhã viraliza; veja vídeo

— É como se eu tivesse uma certeza de que nada vai acontecer. Eu estou ali numa missão de paz, sei que estou tendo meus caminhos abertos. São situações em que eu tenho prazer. Eu simplesmente quero fazer meus vídeos, tentar minha sorte na internet e dar um futuro para os meus filhos. Eu digo que respeito a madrugada e respeito os que nela caminham.

O canal era inicialmente produzindo apenas no YouTube, e agora foi ampliado para a rede social do momento — TikTok. Após terem adquirido milhares de curtidas nas redes sociais, as imagens da cidade adormecida e com uma trilha de suspense ao fundo se provaram um combo que atrai pessoas de todos os perfis. Olho revela que inclusive já pensou em mudar a música utilizada como trilha, porém quem acompanha os vídeos pede pela mais “sinistra”. As imagens mostram pontos conhecidos pela violência e locais s turísticos da cidade completamente vazios. É possível verificar o crescimento da comunidade virtual iniciada no Madrugada. Nos comentários, pessoas relembram quando moraram em tal bairro ou recomendam locais nos quais ele precisa ter cuidado durante suas andanças. Ele mantém uma relação de proximidade com os seguidores. As palavras que mais relacionadas ao canal são “sinistro”, “coragem”, “tenso” e “paz”.

Bruno Santos, inscrito, conta que maratonou o canal após descobri-lo:

— O conteúdo é muito bom, mostra a realidade do Rio nua e crua. E realmente, andar de madrugada, por mais perigoso que seja, te dá sensação de paz e liberdade.

Para o mundo: Com adaptações, Mãe Celina de Xangô leva seu axé para a Europa e faz sucesso

Do forró ao rock: festas juninas estão de volta ao Rio de Janeiro; confira a programação

Olho diz que muitas pessoas com mais de 65 anos acompanham o canal:

— Costumo dizer que é de espírito para espírito, porque ninguém sabe quem eu sou. Então, sinto que o apoio pelos comentários é genuíno.

Por outro lado, Olho nem sempre recebeu apoio das pessoas mais próximas. Durante os primeiros meses do canal, sua esposa não concordava com as saídas de madrugada para as gravações. Agora, dez meses após o seu início como youtuber, ele sente que encontrou mesmo seu propósito:

— Meu guia sou eu mesmo. Eu sou muito detalhista e romântico sobre todas as coisas. No início várias pessoas me apoiaram e várias caçoaram. Pode ser uma ideia maluca, mas é aquela coisa de acreditar nos seus sonhos.

A vista é de graça: Conheça dois novos restaurantes com cardápio caprichado e paisagem deslumbrante

Seu filho de oito anos assiste constantemente os seus vídeos. O youtuber faz todo o processo criativo e gravações na rua sozinho. É ele também que faz as edições dos vídeos. Os colaboradores do canal, seu produtor e mídias sociais ajudam em outras partes do trabalho, como nas caronas que são necessárias de vez em quando e o cuidado com as redes sociais, que agora estão mais movimentadas.

O mistério em relação à identidade de Olho provoca ainda mais curiosidade sobre o canal. Segundo ele, isso ajuda a manter a atenção das pessoas no vídeo. Além disso, durante seu momento de filmagem, ele sente que interpreta um personagem para conseguir manter essa rotina de estar na rua.

Olho pretende mapear todo o estado do Rio de Janeiro. Ele também entrega um spoiler: com o crescimento do canal, podem vir também vídeos de outros estados.

*Estagiária sob supervisão de Giampaolo Morgado Braga

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos