Pop da vingança: depois de Shakira, teria chegado a vez de Miley Cyrus?

Logo depois de a colombiana Shakira ter chegado ao topo das paradas de sucessos globais com "Shakira Bzrp Music Sessions vol. 53", na qual detona o ex-marido, o o jogador de futebol Gerard Piqué, a americana Miley Cyrus também parece ter resolvido experimentar o doce sabor da vingança pós-conjugal.

Carlos Colla: Morre compositor de ‘Falando sério’ e outros sucessos da MPB

Sidney Magal: 'Sou um cantor brasileiro, latino, que solta a franga'

Lançada na sexta-feira, dia do aniversário do seu ex, o ator australiano Liam Hemsworth, "Flowers" (a primeira canção inédita da cantora em dois anos) traz versos que foram identificados como indiretas para o rapaz. Miley Cyrus canta: “Éramos bons, éramos ouro / tipo de sonho que não pode ser vendido / estávamos bem, até não estarmos / construímos uma casa e a vimos queimar”.

Bem-sucedida nas paradas (primeiro lugar no iTunes nos Estados Unidos, e nas playlists New Music Friday e Pop Rising do Spotify), "Flowers" acendeu a imaginação dos fãs: citando "amigos próximos de Miley Cyrus", o perfil Tudo Miley do Twitter especula que a casa em que foi gravado o vídeo da música seria a mesma Liam Hemsworth teria usado como motel para levar as suas 14 amantes enquanto ainda estava casado com a cantora.

Miley e Liam se conheceram durante as gravações do filme “A última música”, em 2008, no qual eram protagonistas, e tornaram público seu relacionamento dois anos depois. Ficaram noivos em 2012, terminaram, voltaram em 2016 e se casaram no fim de 2018.

Meses depois, em agosto de 2019, eles se separaram. Em novembro de 2018, a casa dos dois em Malibu, na Califórnia, pegou fogo – possivelmente, a referência que Miley Cyrus fez em “Flowers”.