Por aliança entre Bolsonaro e Zema, PL estuda retirar candidato ao governo de MG

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Jair Bolsonaro e Romeu Zema em dezembro de 2020. Foto: Alan Santos/Presidência da República
Jair Bolsonaro e Romeu Zema em dezembro de 2020. Foto: Alan Santos/Presidência da República

Resumo da notícia

  • Jair Bolsonaro e Romeu Zema se aproximam de aliança em Minas

  • Negociações se intensificaram após Lula e Kalil selarem aliança

  • PL deve descartar Carlos Vianna, que seria candidato do partido ao governo do estado

O PL, partido de Jair Bolsonaro, estuda retirar a candidatura ao governo do estado, com o objetivo de selar uma aliança entre o presidente e Romeu Zema (Novo) logo no primeiro turno. O representante do PL seria o senador Carlos Vianna.

Segundo informações do colunista Valdo Cruz, do portal g1, as conversas avançaram nos últimos dias. Antes, a ideia do PL era que Carlos Vianna concorresse exatamente para que Bolsonaro tivesse palanque no estado.

Nesta semana, Lula fechou um acordo com o principal adversário de Zema, Alexandre Kalil (PSD). O estado de Minas Gerais é considerado essencial para a vitória em âmbito nacional. A aliança entre PT e PSD fez com que o comando da campanha bolsonarista corresse atrás do apoio do atual governador de Minas.

Na última quinta-feira (26), Bolsonaro esteve em Minas Gerais para a posse da nova diretoria da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg). No evento, ele levando o braço de Zema, elogiou o governador e disse que “em time que está ganhando, não se mexe”.

Um possível impasse para a aliança entre Bolsonaro e Zema é Luiz Felipe D’Ávila, pré-candidato do Novo à presidência da República. O presidenciável, no entanto, não tem passado de um ponto percentual nas pesquisas de intenção de voto. Dessa forma, em Minas, Zema pode abandonar D’Ávila para apoiar Bolsonaro e, assim, repetir a polarização nacional.

Evento na Fiemg

Na noite de quinta-feira (26), Carlos Vianna, que pode ser descartado pelo PL de concorrer ao governo do estado, não esteve no evento da Fiemg.

Ao lado de Bolsonaro, estavam Ciro Nogueira, Ministro da Casa Civil, e Arthur Lira (PP-AL), presidente da Câmara dos Deputados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos