Por apoio a Simone Tebet, PSDB pede cabeça de chapa em dois estados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Simone Tebet é candidata do MDB, que está na federação com PSDB e Cidadania (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)
Simone Tebet é candidata do MDB, que está na federação com PSDB e Cidadania (Foto: SERGIO LIMA/AFP via Getty Images)

Resumo da notícia

  • PSDB deve apoiar Simone Tebet, se tiver cabeças de chapa em RS e PE

  • Condição foi acertada entre líderes tucanos nesta quarta-feira

  • MDB tem uma semana para responder proposta do PSDB

Nesta quarta-feira (1º), líderes de PSDB se reuniram para discutir o apoio dos tucanos à candidatura presidencial de Simone Tebet (MDB). Segundo informações da jornalista Julia Dualibi, da TV Globo, o PSDB aceitou ter a emedebista como candidata, mas com sob a condição de terem as cabeças de chapa para os governos de Rio Grande do Sul e Pernambuco.

De acordo com a jornalista, estiveram na reunião o presidente do PSDB, Bruno Araújo, e nomes fortes do partido, como os senadores Tasso Jereissati e Izalci Lucas e os deputados federais Aécio Neves e Paulo Abi-Ackel.

Quando o encontrou acabou, Bruno Araújo ligou para um representante do MDB para informar as condições. Agora, segundo Julia Dualibi, o partido de Tebet tem o prazo de uma semana para responder, até dia 8 de junho. No dia seguinte, o PSDB determina quem apoiará à presidência da República.

No Rio Grande do Sul, a expectativa é que Eduardo Leite concorrera à reeleição. Ele deixou o cargo para tentar ser o candidato do PSDB à presidência, mas não deve seguir a diante. No estado, o deputado Gabriel Souza, do MDB, também deve concorrer. A ideia dos tucanos é que Souza possa apoiar Leite.

Em Pernambuco, o PSDB terá como candidata ao governo do estado Raquel Lyra. Os tucanos esperam o apoio do deputado federal Danilo Cabral, que visava concorrer ao cargo de governador pelo MDB.

O PSDB não deverá ter candidato à presidência pela primeira vez desde que o partido foi criado. Vencedor das prévias, João Doria desistiu de concorrer ao posto, após avaliar que não era a escolha da cúpula do partido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos