Por Bolsonaro, PL sai de um nome em 2018 para 14 candidatos a governador em 2022

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Buscando assegurar palanques estaduais para o presidente Jair Bolsonaro na campanha à reeleição, o PL planeja uma guinada em sua estratégia de candidaturas a governador para lançar até 14 chapas próprias neste ano. Em 2018, com perfil mais voltado para a disputa por cadeiras no Legislativo, o partido havia lançado apenas um nome ao governo. A nova diretriz adotada para impulsionar Bolsonaro na disputa contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lidera as pesquisas até aqui, levou o PL a abrir frentes de embate direto em nove estados com o PT, que tem hoje 13 pré-candidaturas no total. O número é menor do que na última eleição, quando teve 16 representantes nas disputas pelos Executivos estaduais.

Os dados fazem parte do Guia O GLOBO Eleições, um mapa digital, lançado neste domingo, com fichas que apresentam os pré-candidatos a governos estaduais e ao Senado em todos os estados e no Distrito Federal. As fichas reúnem o histórico de siglas e cargos públicos ocupados pelos candidatos, além de breves biografias e do desenho de palanques presidenciais pelo país. A plataforma será atualizada conforme as candidaturas forem aprovadas ou retiradas no período de convenções partidárias, que começa no dia 20.

Em reportagem exclusiva para assinantes, saiba quantos candidatos a governador cada partido tem, quem tem mais apoio no estados, Lula ou Bolsonaro, e relembre que o PT e o PL já estiveram juntos nas eleições de 2018. Entenda também como a formação dos palanques estaduais pode fortalecer as candidaturas à Presidência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos