Por causa de coronavírus, estado pretende bloquear divisas do Rio

Rapaz usa máscara dentro de um ônibus no Rio

A Secretaria Estadual de Transportes informou nesta quarta-feira que haverá mais restrição de mobilidade no estado do Rio. Entre as medidas que estão sendo estudadas está o bloqueio das divisas do Rio, afirmou o secretário Delmo Pinho, em entrevista ao 'Bom Dia Rio". As ações pretendem impedir a proliferação do coronavírus no estado.

Na terça-feira, o decreto assinado pelo governador Wilson Witzel  proibiu a circulação de ônibus interestaduais vindo de estados com transmissão sustentada e ou com emergência decretada - caso de São Paulo - e de quaisquer ônibus entre a Região Metropolitana e o interior. São 22 municípios afetados. A medida afeta linhas regulares, coletivos fretados e veículos de turismo.

O governo também determinou que os ônibus intermunicipais só poderão circular com passageiros sentados, com 50% da lotação dos veículos. A medida também foi aplicada pela prefeitura.

Compartilhe por WhatsApp: clique aqui e acesse o guia completo com tudo sobre coronavírus.

Sobre a fiscalização, o secretário informou que espera que a própria população entenda a necessidade de não circular em pé nos ônibus cheios. De acordo com Delmo Pinho, já houve uma redução natural dos passageiros no transporte público, na casa dos 35%.

–Temos equipes itinerantes pela área metropolitana. A expectativa é que os motoristas avisem que é necessário descer em caso de lotação. Se não for respeitado, os motoristas podem chamar as autoridades policiais que estarão trabalhando em toda a região. A polícia poderá retirar o passageiro se precisar – explicou o secretário.