Por causa de coronavírus, Guedes adota trabalho remoto e não despachará de Brasília

Marcello Corrêa
Apesar de teste negativo, ministro, que tem 70 anos e está no grupo de risco, passará a fazer reuniões do Rio, por videoconferência

Para evitar contágio por coronavírus, o ministro da Economia, Paulo Guedes, aderiu ao regime de trabalho remoto. Guedes testou negativo para a Covid-19, mas, por cautela, despachará de casa, no Rio. O ministro tem 70 anos.

Veja mais:

Leia também:

A informação foi confirmada nesta segunda-feira pelo Ministério da Economia. Guedes, que vivia no Rio antes de assumir o cargo, tinha o costume de viajar para a cidade às quintas-feiras, despachar da sede do ministério na capital fluminense às sextas e retornar a Brasília às segundas.

Confira:

Saiba mais:

A pandemia alterou essa rotina. Já nesta segunda-feira, o ministro não retornou à capital federal.

"O Ministro já fez o teste e deu negativo. Mas por cautela e por ele estar no grupo de risco, é recomendável que ele despache por vídeo conferência", informou a assessoria do ministério, em nota.

Envie denúncias, informações, vídeos e imagens para o WhatsApp do Extra (21 99644 1263).