Por coronavírus, SC destrava janelas de ônibus e capitais põem álcool em gel nos terminais

PORTO ALEGRE, RS, RECIFE, PE, E RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em razão da pandemia de coronavírus, prefeituras reforçaram a limpeza de ônibus e acesso a álcool em gel nos terminais, onde há aglomeração de pessoas. O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), determinou cuidados extras com higienização e retirada dos lacres das janelas de 586 veículos que possuem trava nas aberturas.

Em Florianópolis, os ônibus circulam normalmente. Porém, com o cancelamento das aulas, deve haver diminuição de passageiros em horários de pico, o que é recomendável.

Na região metropolitana de Porto Alegre, a Trensurb, empresa federal que opera os trens, instalou avisos sonoros nos vagões com instruções de higiene aos passageiros. Mais trens foram disponibilizados nos horários de maior movimento, para diminuir a quantidade de pessoas por vagão.

Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) determinou que as empresas de ônibus tripliquem a higienização dos coletivos. "Foram acertadas medidas relativas à higienização dos coletivos ao final de cada viagem. Isso vai triplicar a limpeza que é feita hoje".

Câmara informou que também serão intensificadas ações nos terminais e estações. "Vamos continuar e ampliar a campanha de conscientização junto aos usuários de transporte público", disse.

No Ceará, foram tomadas medidas semelhantes. O governador Camilo Santana (PT) tornou obrigatória a higienização dos transportes públicos na capital e demais cidades antes, durante e depois das viagens. Vão ser estabelecidos espaços para a limpeza de mãos nos terminais de ônibus de Fortaleza.

A Prefeitura de Aracaju determinou nesta segunda (16) reforço na higienização dos ônibus da cidade, inclusive com o uso de álcool em gel na parte interna dos veículos.

A higienização será feita nos locais onde as pessoas costumam colocar as mãos, como alças, barras e bancos dos ônibus. Já os motoristas de táxi foram orientados a ter álcool em gel dentro dos veículos para uso próprio e dos passageiros.

No Espírito Santo, o governador Renato Casagrande (PSB) anunciou que, a partir de quarta-feira (18), ônibus com ar-condicionado serão retirados de circulação e pediu que janelas fiquem abertas. O uso do passe escolar foi suspenso, já que as aulas estarão paradas.