Por discussão política, padre tira batina e abandona missa

Padre discutiu com uma fiel e deixou a igreja (Foto: Reprodução/Redes sociais)
Padre discutiu com uma fiel e deixou a igreja (Foto: Reprodução/Redes sociais)

O padre Danillo Neto tirou a batina e deixou uma missa após uma discussão sobre a eleição presidencial que aconteceu em outubro.

O episódio ocorreu na Igreja Matriz Imaculado Coração de Maria, em Nerópolis, Goiânia, no último domingo (6).

Imagens compartilhadas nas redes sociais revelam o padre discutindo com uma fiel e deixando a igreja. Ele também tirou a batina e a jogou no púlpito antes de sair do local.

Testemunhas afirmaram, segundo o portal Metrópoles, que o religioso iniciou a missa dizendo que pessoas usavam drogas em frente a casa paroquial e faziam o “L”, em referência ao presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

O padre também teria criticado quem votou em Lula.

“Ele falou que quem era petista e votou no Lula era para ir embora e, se não fosse, ia falar o nome de quem votou no Lula”, relatou Bruna Nascimento em suas redes sociais. Ela estava na missa.

Ao portal Metrópoles, a Diocese de Anápolis repudiou o ocorrido.

“O Bispo diocesano, ao tomar conhecimento do fato, está acompanhando pessoalmente a situação e tomará as devidas providências. Reiteramos a posição não partidária da Igreja e repudiamos qualquer ato de intolerância”, diz a nota.