Por que a esposa de Will Smith nunca empresta dinheiro aos familiares

Rafael Monteiro
·2 minuto de leitura
FILE - In this Oct. 6, 2019 file photo, Jada Pinkett Smith, left, and her husband Will Smith attend the premiere of "Gemini Man" in Los Angeles. Pinkett Smith has admitted to having a relationship with musician August Alsina when she and her husband were separated. In a conversation on her series "Red Table Talk," she said she was reluctantly discussing Alsina's comments because of the public speculation they provoked. Will Smith appeared on the show to discuss the chapter in their lives. (Photo by Phil McCarten/Invision/AP, File)
Jada Pinkett Smith e Will Smith (Photo by Phil McCarten/Invision/AP, File)

Jada Pinkett Smith não teve pudor ao expor a sua opinião sobre um assunto delicado que se aplica a quase todas as famílias: o empréstimo de dinheiro a familiares. Em edição recente do seu programa 'Red Table Talk', a atriz revelou que não costuma oferecer esse tipo de ajuda aos entes queridos - o que sempre a coloca numa situação bem desconfortável.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

"Em primeiro lugar, não empresto dinheiro. Só dou o dinheiro que estou disposto a dar como, 'isso é um presente.' Não empresto dinheiro porque isso se transforma em muitos problemas, tanto quanto a expectativa das pessoas que te pagam de volta ou o que quer que seja", disse ela.

Leia também

"Portanto, tendo a não dar onde não posso simplesmente dizer, 'aqui está um presente para você.' Especificamente as pessoas que estão perto de mim, porque eu não estou tentando ter problemas com quem quer que seja por causa de dinheiro", continuou a esposa de Will Smith.

Com a carreira consolidada e milhões na conta bancária, ela precisou lidar muito tempo com a própria consciência por tal postura no ambiente familiar. "Para pessoas como nós, que vieram de origens onde não tínhamos muito, não se sintam culpados. Passei tantos anos me sentindo culpada e minha culpa me fez sentir que devia a todos e eu não tinha permissão para dizer 'não'. E isso não é verdade, certo?", refletiu.

Segundo Jada-Pinkett, muitas vezes a pessoa não está preparada para receber dinheiro. "É como se alguém me dissesse: 'Eu quero uma casa nova', mas eles não têm um emprego para sustentar a casa que estão querendo comprar. Então, não estou disposto a ajudá-lo a entrar em algo que, no final das contas, vai criar mais dificuldades para ele, certo? E então, eu realmente tive que olhar para isso. Então, também aprendi a ajudar as pessoas com recursos, com educação", analisou (veja na íntegra a partir dos 8 minutos no vídeo acima).

Com impressionante desapego, ela terminou a sua reflexão aconselhando as pessoas a fazerem o mesmo, sem medo das cobranças. "As pessoas vão fazer você se sentir como,‘ Você me deve. Eu estava ao seu lado. Eu cresci em casa com você. Eu fiz isso e aquilo com você quando te conheci. E no final do dia, você não deve nada a ninguém", finalizou. :

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube