Por que Lewis Hamilton recebeu título de cidadão honorário do Brasil?

Piloto de Fórmula 1, Lewis Hamilton, recebendo título de cidadão honorário do Brasil, no dia 7 de novembro
Piloto de Fórmula 1, Lewis Hamilton, recebendo título de cidadão honorário do Brasil, no dia 7 de novembro. Foto: REUTERS/Adriano Machado

Resumo da notícia:

  • Lewis Hamilton desembarcou no Brasil para se tornar cidadão honorário do país

  • Piloto de F1 foi homenageado na Câmara dos Deputados no dia 7 de novembro

  • Explicamos o porquê o britânico recebeu a honraria

Lewis Hamilton desembarcou no Brasil especialmente para ser homenageado na Câmara dos Deputados em Brasília e se tornar um conterrâneo.

Na última segunda-feira (07), o piloto de Fórmula 1 sete vezes campeão mundial recebeu o título de cidadão honorário brasileiro das mãos do deputado federal André Figueiredo (PDT - CE). Mas o que motivou essa honraria?

O que é um cidadão honorário?

Primeiramente, é preciso saber que o título é uma honraria concedida a pessoas que praticaram algum ato de relevante interesse social para uma determinada localidade. Nesse caso, para o Brasil.

Ao elaborar o pedido, é necessário a explicação do que foi feito, sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, em defesa da população que pretende conceder a cidadania.

A partir da cerimônia que oficializa a honraria, o homenageado passa a ser um conterrâneo mesmo sem ter nascido ou residido no local em questão, seja país, estado ou cidade.

Por que Lewis Hamilton?

Aprovado em junho deste ano pela Câmara dos Deputados, o projeto de honraria a Lewis Hamilton é de autoria do deputado federal André Figueiredo (PDT-CE), relatado pelo deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR).

A concessão do título foi justificada por Figueiredo com base na relação próxima que o piloto mantém com o Brasil, seu ativismo social contra o racismo, em prol do meio-ambiente e dos animais. Além disso, foi reconhecido o fato dele ter homenageado Ayrton Senna na vitória do GP de São Paulo, em novembro de 2021.

Na homenagem, o britânico usou um capacete com as cores do Brasil e carregou a bandeira brasileira pelo autódromo na volta da consagração ao reproduzir o feito de Senna.

O que foi dito na cerimônia?

Ao conceder o título na presença do piloto, André citou a importância da atitude de Hamilton em meio a uma época marcada pela apropriação da bandeira por parte dos bolsonaristas - sem citá-los diretamente. "Naquele momento, milhões de brasileiros estavam vendo nossa bandeira sendo usada de um modo universal, de um modo que nos unia e não como instrumento de divisão. Naquele momento, Sir Hamilton resgatava nosso maior símbolo e se tornava um irmão dos milhões de brasileiros", afirmou o deputado na sessão solene na Câmara dos Deputados.

"Senna, para nós, brasileiros, não era apenas um piloto. Nele, vemos o reflexo de um Brasil que dava certo, que ganhava e era visto positivamente pelo mundo. Ele era nosso orgulho, pois nos lembrava das nossas potencialidades", completou.

Na sequência, André ressaltou a atenção de Hamilton às causas sociais e a relevância disso para ser homenageado. "O respeito que demonstrou pelo público brasileiro e por nossa história afetiva com Ayrton Senna na Fórmula 1 não foi uma ação isolada. Precisamos recordar seu empenho pela igualdade racial e pelo direito das minorias, de seu trabalho e apoio à causa do bem-estar animal, à defesa do meio-ambiente e à busca da sustentabilidade", declarou.

"É uma grande honra receber esse título, hoje. Agora, posso finalmente dizer que sou um de vocês. Eu amo o Brasil, eu sempre amei o Brasil", afirmou Hamilton.