Por que o Instagram desistiu dos planos de 'imitar' o TikTok

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Instagram paralisou os planos de mostrar vídeos em tela cheia no feed do seu aplicativo, como acontece no TikTok. Um teste da nova interface estava sendo feito com alguns usuários desde maio, mas será interrompido em algumas semanas.

A tela principal do Instagram também vai ter menos postagens recomendadas, ou seja, aquelas de perfis que não são seguidos pelos usuários.

Assista ao vídeo: Helicóptero de luxo trazido ao Brasil pelo avião Beluga faz voo teste em SP

Triplicando a receita: Como o TikTok se tornou uma máquina de fazer dinheiro?

A mudança acontece depois que o aplicativo de compartilhamento de fotos da Meta, dona da plataforma e do Facebook, se tornou na segunda-feira passada alvo de críticas das influenciadoras Kylie Jenner, magnata do setor de beleza que tem o terceiro maior número de seguidores na rede, e Kim Kardachian, meia-irmã de Kylie, e a sétima com mais seguidores na rede.

"Torne o Instagram novamente o Instagram (pare de tentar ser o TikTok, eu apenas quero ver fotos fofas dos meus amigos). Sinceramente, todo mundo", dizia o post de Kylie.

Explicações do CEO do Instagram

As declarações sobre as novas diretrizes foram feitas por Adam Mosseri, chefe do Instagram, em entrevista à newsletter "Platformer".

Máquina de memes: Saiba por que o algoritmo do TikTok app é tão viciante

Entenda: Instagram passará a permitir saber quem visitou seu perfil

"Estou feliz por termos arriscado – se não falhamos de vez em quando, não estamos pensando grande o suficiente ou ousados o suficiente", disse o executivo sobre o teste do feed com vídeos em tela cheia. "Mas definitivamente precisamos dar um grande passo atrás e nos reagrupar", acrescentou.

A nova interface e as postagens recomendadas tinham o objetivo de prender a atenção das pessoas ao aplicativo de compartilhamento de fotos com um visual parecido ao do TikTok, da Bytedance, um de seus principais concorrentes.

Mosseri explicou que a mudança no foco de fotos para vídeos já pode ser observado há bastante tempo, antes mesmo do crescimento do TikTok, mas admitiu que os testes do Instagram nessa direção ainda não deram certo.

"Para os novos designs de feed, as pessoas estão frustradas e os dados de uso não são ótimos", acrescentou o executivo.

Surpresa: Formigas invadem Kindle, compram livros sozinhas, e relato viraliza nas redes

Novidades: TikTok anuncia lançamento do primeiro álbum com músicas que fazem sucesso na rede social

Menos recomendações

Segundo Mosseri, o Instagram vai recuar em seus planos e exibir menos publicações recomendadas aos usuários. A ideia é melhorar o algoritmo que é usado para personalizar o conteúdo que aparece para cada pessoa.

"Quando você descobre algo em sua área que não seguiu antes, deve haver uma régua alta – deve ser ótimo", disse Mosseri. "Você deveria ficar feliz em vê-lo. E eu não acho que isso está acontecendo o suficiente agora".

O executivo do Instagram resssaltou que a rede social deve dar um passo atrás em termos de porcentagem de recomendações no feed, melhorar as sugestões e, só então, voltar a ampliar esses números.

(*) Com informações do G1

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos