Por que Rússia escondeu o 'Avião do Juízo Final' do desfile do dia 9 de maio?

Rússia havia prometido mostrar o avião do modelo II-80 (Foto: Reprodução/Wikipédia)
Rússia havia prometido mostrar o avião do modelo II-80 (Foto: Reprodução/Wikipédia)

Resumo da notícia

  • Rússia teve evento mais discreto que o imagino no "Dia da Vitória"

  • Evento anual lembra a vitória soviética contra os nazistas

  • Desistência seria forma de recuo de Putin, que preferiu não acirrar os ânimos

Havia a expectativa de que o dia 9 de maio fosse marcado por um evento na Rússia que mandaria um recado para o Ocidente, com um tom beligerante. No entanto, o feriado do “Dia da Vitória”, que lembra a vitória soviética sobre os nazistas na Segunda Guerra Mundial, não teve aviões extravagantes, como era previsto.

Uma das atrações esperadas era uma aeronave chamada de “avião do Juízo Final”, do modelo II-80, mas houve um recuo e ela não foi utilizada. O avião é um aparelho militar russo, altamente tecnológico, que permitiria que Putin governasse de dentro da aeronave.

O avião tem aproximadamente 65 metros de comprimento e quase 16 metros de altura. Com a carga máxima, a autonomia é de 9 mil quilômetros. A aeronave é como um avião civil, mas equipado para ser um aparelho militar.

A decisão de fazer um evento mais discreto seria uma forma de Vladimir Putin, presidente da Rússia, evitar acirrar os ânimos. A guerra entre Rússia e Ucrânia já dura 75 dias, mais do que o estimado no início da invasão russa.

A parada militar do Dia da Vitória acontece todos os anos desde 1999, quando Putin chegou ao poder pela primeira vez. A ocasião é entendida pelo presidente russo como uma oportunidade de mostrar o poderio militar da Rússia ao restante do mundo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos