Por que você não deveria trabalhar na cama durante home office

Foto: Getty Images

Quando pensamos em trabalhar em casa, vem à mente uma imagem em que estamos de pijama, com a TV ligada ao fundo, enviando e-mails deitados no sofá. Para alguns, trabalhar em casa significa ficar na cama o dia todo, o que pode ser muito convidativo em um dia frio e chuvoso. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Como estamos todos praticando o autoisolamento e o distanciamento social, trabalhar no notebook recostado em travesseiros parece bem mais confortável do que se sentar à mesa da cozinha. Mas será que esse é um hábito que vale a pena cultivar?

Leia também

De vez em quando, trabalhar na cama pode ser bom. Claro que existem circunstâncias excepcionais, como quando se está com mal-estar, mas nesses casos, você nem deveria estar trabalhando.

Pesquisas mostram que trabalhar frequentemente no quarto pode ter um impacto negativo sobre o trabalho, a produtividade e o sono. 

Um dos principais problemas é que criamos associações mentais entre aquilo que estamos fazendo, o que deveríamos fazer e o lugar onde estamos. Ou seja, se você trabalhar na cama, pode ser bem mais difícil se desligar do trabalho e conseguir descansar à noite, porque seu cérebro vai entender que você está em um ambiente de trabalho. 

Apesar de ser difícil para quem mora em um apartamento studio ou divide o espaço com outras pessoas, é importante fazer um esforço para separar os espaços de trabalho e descanso. 

"Evite atividades estimulantes e estressantes, como trabalhar e discutir problemas emocionais", recomenda o Departamento de Distúrbios do Sono da Universidade de Harvard. "Atividades estressantes, do ponto de vista físico e psicológico, podem fazer com que o corpo produza o 'hormônio do estresse', o cortisol, que está associado ao aumento da atenção. Se você costuma levar seus problemas para a cama, experimente anotá-los em uma lista e esqueça-os." 

Quando trabalhamos antes de ir dormir, mesmo que seja só para enviar um e-mail rápido, o ato de olhar para uma tela brilhante também prejudica o sono. Em especial, a luz azul de ondas curtas da tela desses dispositivos atrapalha o sono e nos mantém acordados, segundo um estudo de 2017 da Universidade de Haifa. Ela não afeta apenas a duração, mas também a qualidade do sono. 

A luz azul emitida pela tela de celulares, computadores, tablets e televisores inibe a produção de melatonina, o hormônio que controla o ciclo sono-vigília ou ritmo circadiano. Com a redução da melatonina, fica mais difícil pegar no sono e não acordar diversas vezes durante a noite. Portanto, se possível, é melhor não deixar aparelhos eletrônicos no quarto.

Dormir mal afeta a produtividade e também a qualidade do trabalho que você faz. Uma noite mal dormida provavelmente não vai gerar grandes prejuízos, mas pesquisas mostraram que dificuldades para dormir a longo prazo podem afetar a frequência e o desempenho no trabalho. A falta de sono afeta o humor, o pensamento e a capacidade de atenção, o que pode fazer com que você cometa erros ou tome decisões inadequadas. 

Um estudo publicado na revista Sleep em 2018 descobriu que a insônia foi o distúrbio do sono que teve o maior impacto na produtividade no trabalho. Analisando as informações de mais de 1.000 adultos nos Estados Unidos, pesquisadores descobriram que as pessoas que sofrem de insônia moderada a intensa apresentaram mais que o dobro da perda de produtividade, 107% a mais, em comparação com as que não têm insônia. 

Embora trabalhar na cama possa parecer confortável, você pode sofrer com vários tipos de desconfortos e dores, principalmente nas costas e no pescoço. Ficar em uma posição um pouco torta para usar o notebook o dia todo não vai fazer muito bem para a sua postura. 

Além disso, trabalhar na cama também é bem anti-higiênico. Um estudo da Amerisleep analisou amostras microscópicas que foram colhidas por voluntários de seu colchão e suas roupas de cama por quatro semanas sem lavar. Ao final do período de teste, os resultados da análise indicaram que as fronhas tinham 39 vezes mais bactérias do que comedouros de animais de estimação.

Nem sempre é fácil manter a área de trabalho separada do local onde você come e descansa, principalmente em um momento de confinamento em casa ou quando se mora em um apartamento pequeno. No entanto, montar um pequeno espaço de trabalho em um cantinho, quem sabe atrás de um biombo, pode ajudar a criar a ilusão de um escritório separado do restante da casa. E se precisar trabalhar na cama, desligue o notebook bem antes de dormir e lembre-se de lavar os lençóis.

Lydia Smith

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.