Porchat: 'O ser humano não vai tomar jeito por causa do coronavírus'; veja o vídeo

Na contramão dos que acreditam em uma sociedade mais humana após a pandemia do coronavírus, o ator, apresentador e roteirista Fábio Porchat acha que tudo voltará a ser como antes:

— As pessoas vão voltar a ser péssimas. Tanto é que tem gente fazendo manifestação, churrasco. Não estão levando isso a sério. Eu acho triste.

Porchat é o primeiro participante do "Entrevista na janela", uma série em vídeo produzida pelo GLOBO, para este período em que cientistas e autoridades médicas recomendam o distanciamento social. A entrevista foi realizada pela repórter Maria Fortuna por telefone e gravada por um drone.

Na conversa, ele analisou o momento político brasileiro; criticou Regina Duarte; lembrou que os criminosos que fizeram o atentado contra a sede do Porta dos Fundos ainda não foram presos; e avaliou os efeitos da Covid-19 sobre a sociedade:

— Tá tudo muito ruim. As pessoas estão morrendo, as pessoas estão falindo, o presidente quer que as pessoas saiam de casa e morram.

Porchat mora no Rio de Janeiro e tem mantido a rotina de trabalho em casa.

— A gente está tendo que se virar. Eu estava aqui, inclusive, lavando minha cozinha e minha varanda antes da entrevista — contou ele, que se sente um privilegiado por morar num apartamento grande e por poder trabalhar em casa. — Eu tenho trabalhado muito mais, aliás, não tenho nem mais a desculpa de dizer que estou preso no trânsito.