Site pornô brasileiro cria categoria para 'corno', quarto termo mais buscado em 2019

As buscas pelo termo "corno" foram tão altas no site brasileiro de conteúdo adulto "Sexy hot" ao longo de 2019, perdendo apenas para os nomes de três atrizes, que o canal a cabo criou uma categoria própria para vídeos envolvendo essa temática, com o objetivo de facilitar o acesso dos assinantes a cenas de séries e filmes.

De acordo com Mauricio Paletta, diretor do Grupo Playboy do Brasil, a plataforma se propõe a disponibilizar conteúdos com base no que o público procura.

Nas primeiras posições do buscador, ficaram as estrelas pornô conhecidas como Dreadhot, Mia Linz e AnaLine, em primeiro, segundo e terceiro lugar, respectivamente.

 

E a fantasia dos cornos, que aparentemente anda mexendo bastante com a imaginação dos brasileiros, também pode ser constatada após uma breve análise no Google Trends. Ao procurar a palabra "corno", as expressões "sexo a três" e "voyeurismo", sendo esta referente ao prazer em ver outras pessoas tendo relações sexuais, despontam como sugestões de assuntos relacionados, além dos termos de pesquisa "filme amador" e "erotismo".

Imagens amadoras são, inclusive, as mais buscadas no canadense "Pornhub", segundo um levantamento divulgado no blog do site na última quarta-feira, considerando dados de 2019.

De acordo com Laurie Betito, do Centro de Bem-Estar Sexual do Pornhub, esse resultado indica que as pessoas estão procurando "representações mais realistas de sexo".

"É interessante que mais e mais pessoas se colocam como amadores. O sexo não é mais um tabu como antes, tanto que aqueles que se interessam pelo exibicionismo podem fazê-lo com muito pouca experiência ou equipamento", afirmou Betito.

No entanto, fantasias exóticas ainda são muito comuns. Ao menos é o que mostram os dados do site: em segundo lugar nas buscas, apareceu o termo "alienígena".

O post não explica exatamente a razão para tal grande procura, mas diz que esse desejo curioso pode ter relação com a Área 51, base secreta militar em Nevada, nos Estados Unidos, que foi alvo de teorias da conspiração envolvendo ETs neste ano. Em setembro, um grupo chegou a se reunir em frente ao local para se encontrar com os seres de outros planetas — numa brincadeira que viralizou nas redes sociais, com milhares de internautas confirmando presença num evento no Facebook, por exemplo.

A temática dos cornos serviu ainda de motivo para um grupo de homens em São Gonçalo criar o Clube dos Cornos. Mas sua origem não se baseia em relacionamentos extraconjugais.

A associação, que anualmente faz uma festa na cidade, na Região Metropolitana do Rio, surgiu em 1995, em meio a uma greve de ônibus. Sem condução para ir ao trabalho, eles fizeram um churrasco regado à cerveja nas primeiras horas da manhã. A ideia nasceu a partir do momento que alguém passou na rua gritando que eles estavam fazendo "coisa de corno" e, assim, o termo foi adotado.

Para entrar na brincadeira, histórias de cornos são de fato contadas durante os eventos, num momento marcado por troca de experiências. Já ocorreu incluvie competição para ver quem tinha o conto mais emocionante.