Porta-voz diz que Trump não se negou a apertar mão de Merkel

O porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, em Washington DC, em 14 de março de 2017

O porta-voz de Donald Trump desmentiu que o presidente americano tenha se negado deliberadamente a apertar a mão de Angela Merkel, diante das câmeras na sexta-feira durante um encontro em Washington.

"Acho que ele não ouviu a pergunta" da chanceler alemã, declarou neste domingo Sean Spicer ao site da revista alemã Der Spiegel.

Na sexta-feira, quando os dois líderes estavam sentados lado a lado no Salão Oval da Casa Branca, Merkel propôs a Donald Trump, a pedido dos fotógrafos, mais um aperto de mãos, mas o presidente americano não respondeu ao pedido.

O fato de o presidente dos Estados Unidos não ter ouvido ou ter ignorado a proposta de Angela Merkel foi considerado pelos meios de comunicação alemães como sintomático da atmosfera geral do encontro, durante o qual apareceram claramente as divergências entre os dois líderes, seja sobre a imigração, o comércio ou os gastos militares da Otan.

O jornal Bild considerou neste domingo "improvável" que Donald Trump não tenha ouvido o pedido da chanceler, sentada ao lado dele, e destaca que durante toda a reunião o presidente americano não dirigiu seu olhar a ela.